Rainha da Sucata

Antes de ser secretária de Bolsonaro, há 30 anos Regina Duarte era humilhada na TV

Divulgação/TV Globo

Regina Duarte em cena de Rainha da Sucata (1990) em que sua personagem, Maria do Carmo, leva banho de lixo

Regina Duarte em cena de Rainha da Sucata (1990) em que sua personagem, Maria do Carmo, leva banho de lixo

REDAÇÃO - Publicado em 19/04/2020, às 06h01

Décadas antes de ocupar o posto de secretária especial de Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro, Regina Duarte passou por muitas situações degradantes na pele de suas personagens. Maria do Carmo, protagonista que a atriz interpretou há 30 anos na novela Rainha da Sucata, foi uma das que mais sofreu. Logo no início, Regina teve de tomar um humilhante banho de lixo para uma cena da mocinha.

Na história, que estreou em abril de 1990, Maria do Carmo era uma nova-rica, uma mulher emergente e sem a pompa e a classe da alta sociedade de São Paulo, cuja fortuna vinha dos negócios de ferro-velho de seu pai. Desde a adolescência ela era ridicularizada por isso.

Para mostrar a maior humilhação vivida por Maria do Carmo na juventude, o autor Silvio de Abreu se inspirou num filme de terror clássico, Carrie, A Estranha (1976). No filme, a protagonista levava um banho de sangue numa festa de sua escola.

Já na cena da novela, o vexame foi menos macabro, mas ainda horrível. Em sua formatura do colégio, na hora em que estava sendo coroada rainha do evento, Maria do Carmo foi atacada pelos falsos colegas, que atiraram muito lixo e sujeira nela.

Entre os jovens que humilharam a protagonista nesse dia estava Edu Figueroa (Tony Ramos), a paixonite da personagem. Na vida adulta, Maria do Carmo está com a situação financeira muito melhor do que o milionário falido, e assim o atrai para um casamento por interesse.

A partir daí, a personagem ainda enfrenta muito mais dificuldades com tramoias em sua empresa e as armações de sua sogra, a grande vilã Laurinha Figueroa (Glória Menezes).

A Maria do Carmo de Rainha da Sucata foi um dos maiores sucesso de Regina como atriz da Globo. As atuações tanto dela quando de Glória Menezes foram muito elogiadas e, apesar de um início conturbado, com ajustes nos capítulos, a novela terminou como bem-sucedida na emissora.

Neste ano, no entanto, o nome do folhetim virou motivo de piada dos telespectadores com Regina. Ela já demonstrava apoio às iniciativas e falas de Jair Bolsonaro em suas redes sociais, mas, quando se aliou oficialmente ao governo federal, a internet não perdoou. Alguns internautas passaram a chamá-la de Rainha da Suástica. Por essa humilhação online, Maria do Carmo certamente não esperava.


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas no podcast Noveleiros

Listen to "#10: Final de Avenida Brasil e grande segredo de Novo Mundo revelado!" on Spreaker.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook