Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

TAPAS & BEIJOS

Antes de Hebe, Andréa Beltrão incorporou Clara Nunes em seriado; entenda

RAPHAEL DIAS/TV GLOBO

A atriz Andréa Beltrão caracterizada como Suely, vestida noiva na porta de uma igreja, em cena de Tapas & Beijos

De noiva em Tapas & Beijo, Andréa Beltrão virou "mãe de santo" na praia de Copacabana

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

Publicado em 1/8/2020 - 7h15

Andréa Beltrão passou por fenômenos sobrenaturais nos bastidores de Hebe: A Estrela do Brasil (2019) e, inclusive, assombrou os críticos por "incorporar" a própria Hebe Camargo (1929-2020) na tela. A sua experiência com o Além, entretanto, começou anos antes em Tapas & Beijos (2011-2015), quando ela "baixou" Clara Nunes (1942-1983) ao gravar na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro --dessa vez em tom de galhofa.

No último episódio da primeira temporada, a atriz caiu na gargalhada ao gravar com Fernanda Torres a cena em que suas personagens andam pelas areias vestidas de noiva depois de fugirem de seus respectivos casamentos.

"Parecíamos duas mães de santo. A gente olhava uma para outra e dizia: 'Roda, Clara, roda'. E não conseguia parar de rir para gravar", entrega a filha de Fernanda Montenegro ao Notícias da TV, em referências às roupas com que a cantora, adepta da umbanda, costumava se apresentar.

Dedurada pela colega, Andréa entrega que os acessos e as crises de riso durante as gravações eram constantes. "A gente ria de passar mal, atrapalhar. Os técnicos paravam. O Maurício Farias [marido da atriz e diretor da produção] deixava a gente se acabar, preservava a gargalhada. Aí quando a gente tentava de novo, não conseguia. Nem na décima vez", afirma.

Segundo a intérprete de Suely, o clima agradável nos bastidores foi um dos principais motivos para o seriado ter durado cinco anos, dois a mais do que o inicialmente planejado. Ela não se lembra de brigas ou discussões no set de gravação, o que credita principalmente a uma "divisão justa" do roteiro para não prejudicar ninguém do elenco.

eSTEVAM AVELLAR/TV GLOBO

Suely (Andréa Beltrão) e Fátima (Fernanda Torres) prestes a se casarem em Tapas & Beijos

Ela revela que os redatores se desdobraram na matemática para que as duas protagonistas tivessem o mesmo número de falas e cenas a cada episódio, até para equilibrar a participação dos coadjuvantes --tanto para justificar a quantidade de atores do primeiro escalão da Globo no seriado quanto para evitar insatisfações.

"A fórmula para o programa dar certo é essa divisão gentil, fraterna, que dava voz para todo mundo. Às vezes, em outros trabalhos, eu tinha um desconforto de estar em um papel grande, maravilhoso para mim, mas com alguém que estava infeliz ali em busca de seu lugar. Isso tira parte do prazer. Só é bom se está todo mundo curtindo", avalia Andréa.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações sobre o mundo das celebridades e novelas!

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?