Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO ESPÍRITO SANTO

Afiliada da Globo altera telejornais regionais e inicia processo de demissões

REPRODUÇÃO/TV GAZETA

Montagem de fotos com Valéria Vieira (à esq.) e Gabrielle Manganelli em telejornais da TV Gazeta

Valéria Vieira (à esq.) e Gabrielle Manganeli serão as apresentadores dos novos telejornais da TV Gazeta

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 3/3/2021 - 7h05
Atualizado em 3/3/2021 - 10h30

A TV Gazeta, afiliada da Globo no Espírito Santo, passará a apresentar um telejornal único para as regiões Norte, Noroeste e Sul do Estado a partir de 19 de abril. Atualmente, cada um desses locais tem o seu próprio noticioso. Com o processo de reformulação e o fim da individualização dos regionais, profissionais serão demitidos nos próximos meses.

O ES1 e ES2 locais terão edição e apresentação unificadas para 63 municípios do Estado e, com isso, as TVs Gazeta Norte (em Linhares), Noroeste (em Colatina) e Sul (em Cachoeiro de Itapemirim), que atualmente exibem os seus respectivos telejornais, vão ter a equipe reduzida.

As duas edições do ESTV regionais passarão a ser geradas de Vitória, onde um novo estúdio está sendo montado. Na capital, também continuarão sendo feitos os noticiosos que vão ao ar para a região metropolitana do Espírito Santo. Esse é um processo semelhante ao que a TV Anhanguera, afiliada da Globo em Goiás, iniciou em 2019.

Ainda não se sabe quantos profissionais serão dispensados. A direção da Gazeta soltou um comunicado interno alegando que as equipes das regionais serão mantidas. Em nota ao Notícias da TV, a emissora defendeu que "a grande maioria dos profissionais segue na empresa".

Vinicius Baptista, o editor-chefe da TV Gazeta Norte, de Linhares, que tinha 17 anos de empresa, foi dispensado na semana passada. Em post fechado nas redes sociais, ele escreveu: "A crise nos acertou em cheio. As mudanças chegaram e tudo virou história para contar".

Em nota à reportagem, o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Espírito Santo, Douglas Dantas, critica as mudanças na TV Gazeta e o enxugamento das equipes na empresa: "Lamentamos a decisão da Rede Gazeta e avaliamos que a sociedade será prejudicada ao perder jornais locais com a unificação e redução de equipes, e consequentemente redução da cobertura regional".

"Nos solidarizamos com os experientes profissionais que foram demitidos justo em um momento de instabilidade política. É incompreensível que no momento de maior necessidade de informação de qualidade, com aumento de audiência e credibilidade à profissão, a Rede Gazeta faça um movimento contrário às necessidades sociais", escreve o dirigente.

Gazeta defende reformulação

Procurada, a Rede Gazeta disse que "as emissoras regionais são pilares do sucesso comercial e de audiência da Rede Gazeta, e essa presença é motivo de orgulho para nós. O que está sendo feito é uma adequação à nova proposta de produção de conteúdo, com telejornais mais ágeis e nova linguagem, integrando o noticiário fora da Grande Vitória. Movimento similar já foi feito por afiliadas Globo em outros Estados, como Goiás e Rio Grande do Sul".

A emissora apontou que profissionais das regionais estão ajudando no processo de transição e que não há um desmonte nas redes do interior.

"A partir de 19 de abril, a Rede Gazeta vai colocar no ar novos telejornais regionais, para uma audiência aproximada de 1,8 milhão de telespectadores das regiões Norte, Noroeste e Sul do Estado. Nada muda nas rotinas de produção e reportagem dessas áreas, e a grande maioria dos profissionais segue na empresa. Inclusive apresentadoras e editores permanecerão no time na implementação do novo formato", justifica a empresa.

No último dia 25, a emissora publicou um comunicado em seu site oficial com o título "Rede Gazeta anuncia novos telejornais regionais", em que explicou as mudanças.

De acordo com a rede, "os novos ES1 e ES2 regionais serão ancorados de um novo estúdio, mais moderno, equipado com mais tecnologia para integrar as notícias do Espírito Santo. O relacionamento e as operações comerciais continuarão privilegiando os anunciantes de cada região nos breaks da programação".

Os telejornais serão apresentados por Gabrielle Manganeli (Cachoeiro) e Valéria Vieira (Linhares). O atual editor de produção da Redação A Gazeta/CBN, Abdo Filho, assume também a posição de editor regional para coordenar o trabalho jornalístico feito em Cachoeiro, Colatina e Linhares.

Em um comunicado interno, o diretor-geral da Gazeta, Café Lindenberg, explicou aos funcionários um dos motivos para a unificação: "Ao longo da última década, equipamos nossas emissoras e levamos o sinal digital para todos os cantos do Estado. Só que devido ao desgaste natural e ao ritmo que a tecnologia muda, o ciclo de vida dos equipamentos se encerraria nos próximos anos, exigindo investimentos muito elevados".


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e confira o nosso boletim diário com os principais destaques do dia

TUDO SOBRE

Demissões

Globo


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas