SALVOS POR POUCO

Will e Steve deveriam ter morrido na primeira temporada de Stranger Things

Divulgação/Netflix

Noah Schnapp (Will) e Joe Keery (Steve) na segunda temporada de Stranger Things: sobrevida - Divulgação/Netflix

Noah Schnapp (Will) e Joe Keery (Steve) na segunda temporada de Stranger Things: sobrevida

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 11/12/2018, às 05h29

Dois dos personagens mais queridos de Stranger Things, Will Byers (Noah Schnapp) e Steve Harrington (Joe Keery) deveriam ter morrido no primeiro ano da série da Netflix. A revelação foi feita pelo próprio Schnapp, na manhã de segunda-feira (10), em um encontro da imprensa com ele, Caleb McLaughlin (Lucas) e Sadie Sink (Max), em São Paulo.

A sobrevivência inesperada dos personagens veio à tona quando os atores foram questionados se podiam dar palpite nos roteiros escritos pelos irmãos Matt e Ross Duffer, showrunners da série fenômeno. "Até podemos sugerir, mas isso não significa que eles vão nos escutar", brincou McLaughlin.

"Mas acho que eles são abertos a sugestões, estão sempre nos ouvindo, perguntam o que achamos desse ou daquele acontecimento que eles escreveram", disse Schnapp. "Eles vão escrevendo os roteiros conforme as gravações acontecem, então os atores podem influenciar muito no rumo da série. Eles geralmente vão nos avisando do que estão planejando", completou Sadie.

Foi aí que o intérprete de Will Byers revelou que a primeira temporada da série teria um desfecho bem diferente: ele não sobreviveria aos acontecimentos do Mundo Invertido. "Você quase morreu, né?", questionou Caleb McLaughlin. "Bem, eu ia morrer", respondeu Schnapp. "Não, não ia!", cortou o colega, sério.

"Sim, eles [os irmãos Duffer] me disseram que eu ia morrer na primeira temporada. Mas aí tudo mudou", confessou o ator de 14 anos, o mais jovem do elenco principal.

A confissão de Noah Schnapp fez Sadie Sink se lembrar de outra morte que acabou cancelada. "Isso ia acontecer com o Steve também, não?", perguntou ela. "Ah, sim. Eles iam matar o Steve também, mas eles passaram a amar o [intérprete] Joe Kerry. Não o Steve, eles amavam só o Joe (risos)", brincou McLaughlin.

Sadie Sink aprovou a mudança nos planos, já que ela entrou para o elenco apenas na segunda temporada e não teria conhecido os dois atores caso os personagens tivessem morrido. "Bem, eu acho que o personagem do Steve é tão engraçado, fico feliz que o mantiveram vivo. E eu adoro que o juntaram com o Dustin [Gaten Matarazzo] no segundo ano, criou uma dinâmica legal", admitiu.

Os contratos de Noah Schnapp e Joe Keery para a primeira temporada de Stranger Things sequer eram iguais ao do elenco principal. Eles foram contratados como atores recorrentes. "Eu não me sentia parte do resto do grupo, todos eram amigos e eu ficava de fora. Porque eu viajava até Atlanta, gravava as minhas cenas durante uma semana. Depois ia embora e ficava uns meses longe", lembrou Schnapp.

A terceira temporada de Stranger Things chegará à Netflix em 2019, mas o dia ou sequer o mês não foram revelados. Sobre o que acontece nos oito episódios, quase nada foi dito: Sadie contou que o elenco ganhará uma nova personagem feminina forte, e Schnapp falou que o monstro que ameaça Hawkins estará se "espalhando". "O verbo é uma palavra-chave", sublinhou ele. A nova fase se passará em 1985.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook