Sangue em Roma

Suburra retorna com a segunda temporada na Netflix: Saiba o que esperar

Imagens: Divulgação/Netflix

O ator Giacomo Ferrara vive mafioso gay na segunda temporada de Suburra: Sangue em Roma - Imagens: Divulgação/Netflix

O ator Giacomo Ferrara vive mafioso gay na segunda temporada de Suburra: Sangue em Roma

JOÃO DA PAZ - Publicado em 22/02/2019, às 05h44

Terceira série da Netflix mais maratonada por brasileiros em 2017, Suburra: Sangue em Roma está de volta com a segunda temporada. A nova leva de episódios, oito no total, chega à plataforma de streaming nesta sexta (22). O drama narra uma amizade improvável entre três homens que almejam controlar o poder na capital da Itália.

Os eventos da segunda temporada se passam três meses após o desfecho do ano de estreia. A história, que mistura máfia, política e igreja, começa às vesperas da eleição do novo prefeito de Roma, corrida eleitoral que tem o vereador Amedeo Cinaglia (Filippo Nigro), pau-mandado da máfia romana, na disputa.

Os três protagonistas, que até então estavam cada um no seu quadrado, voltarão a unir forças para acabar de vez com o mafioso Samurai (Francesco Acquaroli). O prepotente Aureliano (Alessandro Borghi) lida com fantasmas do passado, assombrações do rastro de sangue que ele provocou.

Já o bunda-mole Gabrielle (Eduardo Valdarnini) virou policial, seguindo os passos do pai, morto na primeira temporada. E o metido a besta Spadino (Giacomo Ferrara) assumiu as rédeas de sua família criminal.

Na missão de destruir Samurai, Aureliano buscará um jeito de convencer Cinaglia a mudar de lado. O político nunca foi muito com a cara do gângster e só obedece as suas ordens na base da ameaça.

Quem também está nas mãos de Samurai é Gabrielle. Inocente que só ele, o novo policial acha que entrou na corporação por mérito.

No trailer da segunda temporada, o jovem diz para Samurai: "[Agora] não trabalho mais para você". Para dar uma lição daquelas, e desfigurar o seu rostinho de bebê, Samurai dá uma surra em Gabrielle e deixa claro: "O que te fez pensar que [o que você faz] é decisão sua?"

Na segunda temporada, Carlotta Antonelli ganha mais destaque na pele da durona Angelica

Dos personagens coadjuvantes da primeira temporada, quem mais se destaca no retorno de Suburra é Angelica (Carlotta Antonelli), mulher de Spadino. Ela assume de vez a posição de ser a fiel escudeira do marido e terá um papel crucial na escalada dele ao topo do crime romano.

Entram em cena três novos personagens. Nadia (Federica Sabatini), cúmplice de Aureliano; Cristiana (Cristina Pellciccia), policial colega de Gabrielle; e Adriano (Jacopo Venturiero), radialista apadrinhado de Samurai.

Coprodução da Netflix com a italiana Rai Fiction, Suburra: Sangue em Roma apresenta acontecimentos anteriores ao filme Suburra (2015), também disponível na plataforma da gigante do streaming. Ambas as produções têm como base um livro homônimo. Suburra é o nome de uma região populosa e pobre de Roma.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook