É guerra!

Streaming da Warner, HBO Max paga R$ 1,6 bilhão para tirar Friends da Netflix

Divulgação/NBC

Elenco de Friends em episódio clássico em celebração de Ação de Graças; comédia bilionária muda de casa - Divulgação/NBC

Elenco de Friends em episódio clássico em celebração de Ação de Graças; comédia bilionária muda de casa

REDAÇÃO - Publicado em 09/07/2019, às 16h07

Antes mesmo de lançada, a mais nova rival da Netflix já desfalcou a gigante do streaming. Uma das séries mais vistas na plataforma, a comédia Friends (1994-2004) vai sair oficialmente do catálogo em 2020, ano no qual estreará oficialmente no mercado o serviço HBO Max, como foi batizado o streaming da WarnerMedia. O conglomerado pagou a "bagatela" de US$ 425 milhões (R$ 1,6 bilhão) pelos direitos de Friends.

Esse é um acordo sem precedentes e crucial para HBO Max largar com força no mundo dos streamings. Nessa guerra, não faz sentido ter um produto caseiro (Friends foi produzida pelos estúdios da Warner) dando audiência para o rival.

Em dezembro do ano passado, prestes a perder Friends, a Netflix pagou US$ 100 milhões (R$ 380 milhões) para disponibilizar a seus assinantes os 236 episódios da série, espalhados em dez temporadas, durante mais 12 meses. A Netflix norte-americana confirmou a saída de Friends com um tuíte, chamado "Aquele em que Precisamos Dizer Adeus", uma referência aos títulos de episódios da comédia.

Em fevereiro deste ano, o executivo Kevin Reilly, presidente de entretenimento da WarnerMedia, deu um aviso para a Netflix: "Não é uma estratégia interessante compartilhar conteúdo", indicando que Friends estaria de forma exclusiva no streaming da Warner. Seguindo esta lógica, a série deixará a Netflix em todos os territórios em que a HBO Max aterrissar --incluindo, eventualmente, o Brasil.

Assim, a HBO Max virá com um cardápio de séries de respeito. Além de Friends, terá Um Maluco no Pedaço (1990-1996), Pretty Little Liars (2010-2017), Game of Thrones (2011-2019) e todas as produções da HBO. Soma-se a isso o conteúdo de canais renomados, como Cartoon Network, TNT e CNN. E ainda os filmes dos estúdios da Warner, New Line Cinema e DC Entertainment.

Como outros streamings, a HBO Max terá produções originais. Algumas já estão confirmadas, sob a batuta de Greg Berlanti (o superprodutor de séries da TV americana) e Reese Witherspoon.

A nova plataforma também terá acordos exclusivos, como os já acertados com a rede The CW, que rompeu sua exclusividade com a Netflix. Dessa maneira, as novas (e aguardadas) séries Batwoman e Katy Keene (filhote de Riverdale) serão disponibilizadas com exclusividade no streaming da HBO Max.

Uma versão beta do serviço será lançada ainda no fim deste ano. Em 2020, chega a versão completa, primeiramente nos Estados Unidos, no segundo trimestre. A plataforma promete mais de 10 mil horas de conteúdo premium.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou da escolha de Maju Coutinho para o Jornal Hoje?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook