Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

The Testaments

Rival da Netflix compra direitos de livro que continua a história de Handmaid’s Tale

Divulgação/Hulu

A atriz Ann Dowd como a vilã Tia Lydia em episódio da terceira temporada de Handmaid's Tale

Ann Dowd na terceira temporada de Handmaid's Tale; a vilã Tia Lydia terá mais espaço no novo livro

REDAÇÃO

Publicado em 4/9/2019 - 12h46

Vencedora do Emmy, The Handmaid’s Tale terá uma vida longa. O streaming Hulu, que disponibiliza a série nos Estados Unidos, comprou os direitos do livro The Testaments, que continua a história do drama distópico. A rival da Netflix desenvolveu a série premiada e cultuada baseada na obra original de Margaret Atwood, lançada em 1985.

A notícia da aquisição foi dada em primeira mão pela revista Time desta semana, com Margaret na capa. The Testaments chega às livrarias norte-americanas no próximo dia 10. No Brasil, ainda não foi anunciada uma data de lançamento --será uma publicação da editora Rocco.

Ainda não foi definido como Bruce Miller, criador da série e showrunner, irá utilizar os acontecimentos desse novo livro. Há a possibilidade de inseri-los em The Handmaid's Tale ou criar uma nova série. Isso porque a obra inédita conta uma história de um ponto de vista diferente do drama atualmente no ar.

The Handmaid's Tale acompanha os passos de June Osborne (Elisabeth Moss), uma editora que não conseguiu escapar do regime de Gilead, governo teocrático e fundamentalista que tomou conta dos EUA. Raptada, ela virou uma criada e escrava sexual, para procriar. A primeira temporada da série esgotou as páginas do livro original.

Daí em diante, Miller e Margaret trabalharam juntos no desenvolvimento da história, para os rumos dos personagens não se distanciarem tanto da essência.

A série está renovada para uma quarta temporada. A terceira terminou no mês passado, exibida no Brasil pela plataforma Paramount+, no Now.

The Testaments narra uma história distinta da que foi vista até agora. São duas as personagens principais: uma adolescente canadense e uma jovem criada no meio da sociedade opressora de Gilead.

A obra, ambientada 15 anos depois dos fatos do primeiro livro, também abre mais espaço para Tia Lydia (Ann Dowd), grande vilã da série.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?