Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

QUEBRA-CABEÇAS

Qual a sequência de American Horror Story? Veja a ordem e parta para maratona

DIVULGAÇÃO/FX

Montagem com Sarah Paulson em American Horror Story como Wilhemina Venable de Apocalypse à esquerda, Fiona de Coven ao centro e Lana Winters de Asylum à direita

Sarah Paulson como Wilhemina Venable, Cordelia Goode e Lana Winters em American Horror Story

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 27/9/2020 - 6h50

Apesar do banho de sangue e tripas, American Horror Story é o único trabalho de Ryan Murphy capaz de rivalizar com Glee (2009-2015) pelo posto de "queridinho" do público. Os membros do clube de canto dão lugar a bruxas, demônios, vampiros e serial killers que renderam muito mais prêmios ao roteirista do que o karaokê adolescente --são nove estatuetas e 37 indicações ao Emmy.

Amada por uns, odiada por outros, a produção faz uma antologia de todos os monstros e os temas do cinema de horror em nove temporadas com tramas independentes, ainda que interligadas --todas disponíveis na íntegra tanto na Amazon Prime quanto na Globoplay.

O telespectador pode seguir a ordem do lançamento, mas há um charme a mais em desbravar esse universo ficcional em sua cronologia exata.

Freakshow (2014) é uma das poucas temporadas que segue uma única linha temporal, sem avançar ou regredir no tempo em demasiado. O público acompanha a história de Elsa Mars (Jessica Lange), que possui um circo dos horrores que reúne diversos "freaks", termo pejorativo para pessoas com deficiência.

O palhaço Twisty (John Carroll Lynch) é apresentado logo nos primeiros episódios e voltará a assombrar outras temporadas, assim como Pepper (Naomi Grossman). A narrativa explica como a jovem foi parar no manicômio judiciário Briarcliff, que é o cenário de Asylum (2012).

DIVULGAÇÃO/FX

Sarah Paulson como a fantasma Sally em AHS: Hotel (2015)

Queda no abismo

Favorita dos fãs, a segunda temporada é sombria e sangrenta. Uma das protagonistas é a jornalista Lana Winters (Sarah Paulson), que entra na instituição para apurar denúncias de abusos físicos e psicológicos, mas se torna uma de suas internas.

A repórter volta a aparecer em Roanoke (2016), em que o público acompanha um mistério baseado em fatos reais: o sumiço de todos os habitantes da colônia de Roanoke, na Carolina do Norte, no século 17. A narrativa é contada por meio de programas de televisão, ao estilo false footage, em que nos é apresentada a primeira Suprema: Scathach (Lady Gaga).

O título de Suprema é dado à bruxa mais poderosa do clã de feiticeiras, comandado com mãos de ferro por Fiona Goode (Jessica Lange) em Coven (2013). A guerra pelo cargo é o mote da temporada, que apresentará alguns personagens centrais para toda a produção.

A maga Queenie (Gabourey Sidibe) sai da terceira temporada direto para a quinta. Em Hotel (2015), a jovem é assassinada pela vampira Ramona Royale (Angela Bassett), condenada a vagar como fantasma pela propriedade amaldiçoada de Elizabeth (Lady Gaga).

Murder House (2011), que foi a estreia da série, pode ser assistida a qualquer momento, mas ganha um maior sentido logo após a saga vampiresca. Em meio a uma casa mal-assombrada, as pessoas são apresentada a Constance Langdon (Jessica Lange) e seu neto Michael (Cody Fern) --ele é ninguém menos do que o Anticristo.

O jovem levará o mundo ao armagedom nuclear durante os eventos de Apocalypse (2018), mas enfrentará a resistência das bruxas de Coven. Cordelia Goode (Sarah Paulson), filha de Fiona e nova Suprema, conduzirá a guerra contra as forças de Satanás, que reunirá boa parte dos personagens das sete temporadas anteriores.

DIVULGAÇÃO/FX

Allyson (Sarah Paulson) grita de horror em AHS: Cult (2017)

Horrores paralelos

Cult (2017) é um ponto fora da curva, mas traz Twisty como um dos palhaços que atormentam a coulrofóbica Allyson (Sarah Paulson). A mulher de Ivy (Alisson Pill) se torna o alvo de uma sociedade secreta comandada por Kai (Evan Peters), que explora o maior medo das pessoas.

Já a mais recente temporada, 1984 (2019), se passa em uma linha temporal completamente diferente de suas anteriores, graças a um feitiço conjurado por Mallory (Billie Lourd) no final de Apocalypse.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?