Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ÓDIO COLETIVO

Por que Grace é a personagem mais chata de Manifest - O Mistério do Voo 828

Imagens: Divulgação/NBC

Com a mão esquerda na boca, que ostenta uma aliança de casamento, Athena Karkanis faz cara de pensativa em Manifest

Athena Karkanis em cena de Manifest - O Mistério do Voo 828; Grace desperta ódio nos telespectadores

JOÃO DA PAZ

Publicado em 16/6/2020 - 20h00

Fãs de Manifest - O Mistério do Voo 828 divergem sobre preferir que a série invista nos dramas pessoais dos personagens (pegada This Is Us) ou dedique mais tempo aos eventos sobrenaturais e enigmáticos (Lost). Mas uma coisa une a maioria: o ódio coletivo direcionado a Grace Stone (Athena Karkanis), a personagem mais chata da trama.

[Atenção: spoilers a seguir]

Mas por que Grace causa tanta repulsa? A lista de vacilos e amolações dela é extensa e vai desde culpar o marido Ben (Josh Dallas) por tudo até impor vontades como se ela fosse o centro do universo. No 11ª capítulo da primeira temporada (Rastros), que a Globo exibe nesta terça-feira (16), Grace dá uma mancada e não percebe o sumiço do filho Cal (Jack Messina). De novo.

O menino com poderes sobrenaturais desaparece de dentro do próprio quarto. Das duas, uma: ou ele fugiu por conta própria pulando a janela ou alguém o raptou. De qualquer maneira, o desastre está feito. E, exatamente como da outra vez na qual Cal sumiu sob seu olhar, Grace não irá se responsabilizar por isso.

A relação dela com o filho é de mãe superprotetora, mas sem qualquer compreensão. O menino tem uma óbvia conexão forte com o pai e, depois que o casal resolveu dar um tempo, com Grace expulsando o matemático de casa, ela não se preocupa em entender o que acontece com Cal, o que Ben tenta fazer todo santo dia, inclusive arriscando a própria vida para protegê-lo.

Um ponto na relação de Ben e Grace que enfurece os fãs é o fato de ela culpar o companheiro por tudo, como se ele tivesse alguma responsabilidade no sumiço repentino do voo 828 e de ter perdido cinco anos e meio de vida, enquanto todo o resto do mundo seguiu em frente. A empresária constantemente se refere a Cal como "meu filho" e diz que passou todo esse período em luto, pois pensava que o tinha perdido. Mas sequer cita pesar em relação a Ben.

Esse atrito entre os dois pode ser indício de que o casamento já estava abalado antes mesmo do voo 828 virar um mistério. Contudo, não justifica ela expulsá-lo de casa após o professor quase morrer em uma explosão, por exemplo.

Achando que tudo deve girar em torno dela, Grace não demonstra compaixão ao entender a confusão na mente de Ben. Afinal, ele retornou do voo misterioso e viu a gêmea de Cal, Olive (Luna Blaise), já adolescente, e a mulher com quem é casado em um romance com outro homem.

Josh Dallas e Athena Karkanis em Manifest; mais uma de tantas discussões entre Ben e Grace


Segredos e mentiras

Grace reclama de Ben por causa dos segredos que ele guarda. Mas ela também deixa o marido de fora de coisas importantes (dinheiro da pensão, namorado, homens que ganharam as chaves de casa, Olive ser uma adolescente problemática). No sexto episódio, ela o confrontou. A cena que se desenrolou foi bizarra.

Dentro de um quarto de um hospital, com Cal deitado em um leito, Ben se comportava todo suspeito e Grace notou. "O que você está escondendo?", perguntou. Ele respondeu que era algo difícil de acreditar. Tentando ser descolada, ela devolveu: "Você não está por dentro das notícias sobre pessoas mortas que voltaram à vida em um avião mágico? Estou pronta para acreditar em qualquer coisa".

Pois bem. O matemático contou que ele, o filho e outros passageiros estavam tendo visões e ouvindo coisas. Grace questionou com descrença e uma pitada de sarcasmo: "Você está ouvindo vozes?". Incrédulo com a reação, Ben só respondeu o que qualquer um faria na mesma situação. "Você acabou de dizer que estava pronta para acreditar em qualquer coisa!".

Grace até procura demonstrar certo grau de normalidade, mas não há nada de normal nessa situação toda. Descuidando da própria vida familiar, ela até achou tempo para fofocar e se intrometer na vida da cunhada, a policial Michaela (Melissa Rosburgh). Deveria passar mais tempo de olho nos filhos para que não fujam.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?