HISTÓRIA NA TV

Perrengues e muito ensaio: Como foi feito o episódio sem cortes de Sob Pressão?

Reprodução/TV Globo

Evandro (Julio Andrade) e Carolina (Marjorie Estiano) operam Aristeu (Cesar Ferrario) sob mira de revólver - Reprodução/TV Globo

Evandro (Julio Andrade) e Carolina (Marjorie Estiano) operam Aristeu (Cesar Ferrario) sob mira de revólver

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 27/06/2019, às 16h51

Exibido na noite de quarta (26) pela Globo, o histórico episódio sem cortes de Sob Pressão chamou a atenção do público pelo clima de tensão construído em cena. Nos bastidores, a equipe também foi tomada pela apreensão e abusou dos ensaios para minimizar os erros --afinal, cada deslize cometido significava que o trabalho precisaria ser recomeçado do zero. Até a forma com que o capítulo foi escrito precisou ser mudada.

"Eu fiquei perambulando pela locação com um mapa em uma mão e um cronômetro na outra, contando o tempo de cada trajeto", conta André Sirangelo, roteirista responsável pelo capítulo, ao Notícias da TV.

Depois, o ator Julio Andrade, que também dirigiu o episódio, fez uma leitura do texto pronto com o resto da equipe para se certificar de que o verdadeiro balé de atores e macas hospitalares em cena casaria com a movimentação das câmeras.

"A leitura da escaleta foi feita andando pelo hospital com toda a equipe e o Julinho, para ver o que dava e o que não dava", lembra o escritor. "E o capítulo tinha duas cirurgias em plano-sequência ainda! Não sei até hoje como fizeram (risos)."

Ao Gshow, Andrade confirmou que manter tudo sob controle, com os movimentos milimetricamente calculados, foi um grande esforço. "Foi o nosso episódio mais difícil de todos, porque foi em plano-sequência. Então a gente teve três breaks [cortes para o intervalo], três planos só", ressaltou.

Fazer um episódio em plano-sequência é uma empreitada tão complicada que, nos últimos anos, séries e filmes passaram a usar truques para enganar seu público com falsas cenas sem cortes. Foi assim com Mr. Robot e A Maldição da Residência Hill, além do longa Birdman (2014), vencedor de quatro Oscars.

Um exemplo de plano-sequência de verdade foi mostrado na terceira temporada de Demolidor, lançada no ano passado pela Netflix. No quarto episódio, Matt Murdock (Charlie Cox) visita uma prisão e enfrenta vários policiais e presidiários em uma luta que culmina em uma rebelião. A coreografia intrincada de combate fica ainda mais impactante pela cena sem cortes, que dura mais de dez minutos.

Sucesso de audiência

Tanto esforço valeu a pena: a exibição de Sob Pressão, que foi ao ar em uma quarta por causa do jogo da Seleção Brasileira na noite de quinta-feira (27), marcou 24,3 pontos na Grande São Paulo, maior público da terceira (e última) temporada.

A tensão do episódio sem cortes também fez o público se engajar mais nas redes sociais: o número de postagens cresceu 435% em relação à exibição anterior, e a hashtag #SobPressao ficou durante seis horas nos trending topics, os assuntos mais comentados do Twitter no mundo todo.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook