Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Dirty John

No embalo de You, Netflix lança série com boy lixo sedutor de madura ricaça

Imagens: Divulgação/Bravo

Os atores Eric Bana e Connie Britton na primeira temporada de Dirty John, estreia da Netflix - Imagens: Divulgação/Bravo

Os atores Eric Bana e Connie Britton na primeira temporada de Dirty John, estreia da Netflix

JOÃO DA PAZ

Publicado em 14/2/2019 - 5h17

Após emplacar o sucesso You, a Netflix vem com outra série sobre um boy lixo que engana sua paquera. Estreia nesta quinta (14) o hipnótico drama Dirty John, que ganhou o subtítulo de O Golpe do Amor. A série conta uma história baseada em fatos reais, um romance entre pessoas maduras marcado por mentiras, desilusões e tragédias.

Quem assistiu a You, inspirada em um livro homônimo, irá notar algumas similaridades. Entre as diferenças principais, está a idade dos casais. Enquanto a primeira tem dois jovens como protagonistas, a segunda retrata uma paixão avassaladora de um casal acima dos 50 anos.

A história triste ocorreu em 2014, ganhou uma série de reportagens especiais no jornal Los Angeles Times e ficou famosa após virar um podcast, ouvido por mais de 10 milhões de pessoas. Quem levantou cada detalhe do romance foi o jornalista Christopher Goffard, que ajudou a desenvolver a série.

Eric Bana é o embuste e sedutor John de Dirty John; você toparia um encontro com esse cara?

Embuste em app de paquera
Tudo começa em um aplicativo de paquera. Aos 59 anos, a designer de interiores Debra Newell (Connie Britton) resolve arriscar. Com quatro divórcios nas costas, ela entra no app OurTime, voltado a solteiras com mais de 50, em busca de um parceiro para acabar com a solidão e encarar viagens ao redor do mundo.

Loira e podre de rica, renomada no setor no qual trabalha há 30 anos, Debra chama a atenção de 84 homens. Sai com três deles, todos mentirosos, com imagens reais diferentes das exibidas em seus perfis. Antes de desistir, ela dá uma chance a mais um coroa. É aí que conhece John Meehan (Eric Bana).

Charmoso e sorridente, John, 55 anos, entra na vida de Debra. No primeiro encontro, o paquera fala pouco de si, principalmente sobre sua profissão de anestesiologista, e procura saber tudo sobre Debra. Ela não percebe nada suspeito. Pelo contrário, acha cavalheirismo da parte dele querer saber mais sobre sua vida.

A paquera rapidamente vira um relacionamento sério, mesmo sob os protestos das filhas de Debra. Veronica (Juno Temple) e Terra (Julia Garner) são contrárias ao romance e juntam forças para tentar provar que John é podre e vigarista. Debra, no entanto, entende isso como mera implicância das filhas.

É nesse ponto que Dirty John pega fogo. A briga das filhas com a mãe proporciona grandes cenas, enquanto John arma golpes contra Debra sem ela perceber. O telespectador agoniza por saber que o mocinho na verdade é um boy lixo. E a mocinha ingênua não faz a menor ideia disso. Exatamente como ocorre em You.

Juno Temple e Julia Garner vivem personagens cruciais em Dirty John e dão um show 

Elenco brilhante
O quarteto que move Dirty John traz algumas das melhores atuações da atual safra de séries. O elenco foi escolhido a dedo, e o mais difícil de conseguir foi Eric Bana. A criadora Alexandra Cunningham (roteirista de Desperate Housewives) foi atrás do ex-Hulk do cinema (no filme de 2003) porque enxergava no ator os traços físicos do John verdadeiro. Tinha de ser ele e não havia outra opção.

As mulheres brilham, cada uma com sua peculiaridade. É de arrepiar ouvir o podcast (disponível no Spotify, basta buscar Dirty John) e notar a incrível semelhança das vozes reais de Debra, Veronica e Terra com a das atrizes que as vivem na série.

Connie Briton, indicada ao Globo de Ouro, pega cada nuance do linguajar da Debra real, do jeito de construir uma frase até as pequenas risadas que ela solta em toda conversa, mesmo que o assunto não seja nada engraçado. Juno Temple imita o tom agressivo, alto e agudo de Veronica. E Julia Garner fisga com perfeição o jeito pausado e tímido da fala de Terra.

Julia merece um destaque à parte. A atriz de 25 anos demonstrou em 2018 por que é um dos principais nomes jovens de Hollywood. Ela roubou a cena em nada menos do que cinco séries diferentes. Além de Dirty John, gastou seu talento raro em Ozark, Waco, Maniac e The Americans (2013-2018).

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?