Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EPISÓDIO SANGRENTO

Mortes e reviravoltas: Fim de temporada The Boys eleva o nível e justifica sucesso

Divulgação/Prime Video

Billy Butcher (Karl Urban) e Ryan (Cameron Crovetti) contemplam um lago em cena de The Boys

Billy Butcher e Ryan em cena do oitavo e último episódio da segunda temporada de The Boys

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 9/10/2020 - 20h27

O Prime Video disponibilizou nesta sexta-feira (9) o oitavo e último episódio da segunda temporada de The Boys. Com a decisão da plataforma de liberar apenas um capítulo por vez, os fãs precisaram aguardar mais de um mês para ver o embate entre mocinhos e vilões. A espera valeu a pena e, com mortes e reviravoltas, a série mostrou ser capaz de justificar todo o sucesso ao redor do mundo.

[Alerta: este texto contém spoilers]

Como esperado, o capítulo derradeiro do segundo ano, intitulado What I Know, colocou frente a frente os Rapazes, grupo que luta para impedir o domínio dos super-heróis desvirtuados, e o casal Capitão Pátria (Antony Starr) e Tempesta (Aya Cash), líderes do movimento que tenta enganar a população dos EUA para aumentar o número de pessoas com superpoderes no país.

O que os fãs assistiram, no entanto, foi um embate que elevou o nível da série e a coloca na prateleira das melhores produções do gênero da atualidade. O episódio não poupou na hora de surpreender e deixou as maiores surpresas guardadas para o final.

O grande destaque, mais uma vez, ficou por conta de Billy Butcher (Karl Urban), o líder dos Rapazes. Quando Becca (Shantel VanSanten) consegue fugir de sua prisão urbana e pede a sua ajuda para salvar o filho do pai, Capitão Pátria, o brutamontes se vê obrigado a fazer um acordo com ninguém menos que Stan Edgar (Giancarlo Esposito), presidente da Vought, a empresa por trás de todas as maldades realizadas pelos os heróis.

Enquanto Billy arma um plano para ajudar a amada, Annie/Luz-Estelar (Erin Moriarty) e Hughie (Jack Quaid) pedem a ajuda de Rainha Maeve (Dominique McElligott) para finalmente conseguir denunciar os crimes da Vought.

Após a recusa da heroína, eles são surpreendidos por Trem-Bala (Jessie T. Usher), que para conseguir voltar a integrar os Sete, principal grupo de pessoas especiais dominado pela empresa, entrega um dossiê revelando quem, de fato, é Tempesta.

Todos esses eventos levam às proximidades da casa de campo onde Capitão Pátria escondia Ryan (Cameron Crovetti) e que se torna palco da grande luta da série. Após divulgarem os segredos nefastos de Tempesta na televisão, os Rapazes aceitam ajudar Butcher a resgatar o garoto e derrotar o líder dos Sete.

Os (nem tão) mocinhos executam um plano que consegue separar os vilões, mas apenas por um tempo. Quando Leitinho (Laz Alonso) está prestes a levar mãe e filho para um local seguro, Tempesta surge e inicia um combate com Luz-Estelar e Kimiko (Karen Fukuhara).

No maior estilo girl power, as mulheres unem forças e, auxiliadas pela aparição surpreendente de Maeve, dão uma verdadeira surra na nazista. Aqui, The Boys promove a sua luta mais estética, como se quisesse mostrar o deleite que é ver uma personagem como Tempesta apanhar nos tempos atuais.

Como nem tudo são flores na série, o season finale guarda a sua maior tragédia até agora para o final. Ao conseguir fugir da surra das mulheres, Tempesta encontra Billy, Becca e Ryan enquanto fugiam. Prestes a matar a moça, ela ativa a raiva no filho de Capitão Pátria e o faz utilizar seus poderes assim como ela mesmo o ensinou. A heroína é queimada viva e cai derrotada no chão, mas o golpe fatal também atinge a mãe do garoto.

Os minutos finais são reservados para mostrar as consequências da exposição de Tempesta e a perda de moral do Capitão. Com os Rapazes livres das acusações de seus crimes, The Boys reposiciona as peças do tabuleiro e resgata a tranquilidade para seus personagens --apenas para mostrar que uma ameaça maior ainda está por vir.

Reprodução/Prime video

Banhado em sangue, Capitão Pátria percebeu que nem sempre sai vitorioso

O que esperar do terceiro ano

Com uma terceira temporada garantida, os fãs já começaram a especular o que devem esperar após os acontecimentos do último episódio. Em entrevista ao site TheWrap, o showrunner Eric Kripke disse que Billy Butcher deve ser o mais afetado ao precisar lidar com o sofrimento da morte de Becca.

"Sem entrar em detalhes, emocionalmente, o Butcher que nós vemos no final vai continuar, mas com um sentimento de vingança. Ele está em guerra consigo mesmo. Há uma parte dele representada por Becca, Ryan e Hughie, que tem humanidade. Mas há uma outra que é representada por seu pai e está furiosa. Ele não pode ficar furioso com Ryan, então ele está furioso com o Capitão Pátria".

Como os instantes finais revelam que a deputada Victoria Neuman (Claudia Doumit) é a pessoa por trás dos ataques que explodiram cabeças no congresso americano, e Hughie termina a temporada pedindo para trabalhar com ela sem saber disso, Kripke disse que grandes emoções aguardam o rapaz no novo ano.

"Hughie está indo direto para a toca da raposa. Ele terá um tipo de espada pendurada por cima de sua cabeça enquanto trabalha ao lado dela. Durante todo o tempo, há uma tensão sobre quem realmente é ela. Cedo ou tarde, ele vai descobrir o segredo e, obviamente, vai entender o que ela quer e o motivo de ela estar fazendo tudo isso. Há surpresas por vir."

Apesar de confirmar que Tempesta continua viva, o showrunner não confirmou o retorno da vilã no vindouro ano. "Ela não está morta. Não vamos comentar se irá retornar, mas ela sempre será esse tipo de nazista queimada-mutilada, o que nós achamos que seria a punição ideal para alguém que acredita na pureza Ariana".

Por fim, Kripke confirmou que já está trabalhando no roteiro do terceiro ano, mas não deu detalhes de quando a série --que em breve ganhará um derivado-- iniciará as gravações.

"Nós estamos escrevendo muito no momento. Já sei a maior parte da temporada. Talvez no início de 2021? Digo, o mundo em que vivemos está uma loucura, mas eu espero que comecemos no início de 2021", finalizou.


Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
BBB 22: Luciano sabota sonho da fama e se frustra com número de seguidoresFinal de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca Record

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas