Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

HORAS DE FÚRIA

Gravada na pandemia, série transforma Sol do BBB em médica sanguinária

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Imagem de Sol Vega em ensaio fotográfico com laço no cabelo

Sol Vega em ensaio no Instagram; atriz interpreta vilã em série gravada durante à pandemia da Covid-19

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 15/11/2020 - 7h00

Sol Vega largou a comédia para se transformar na vilã da série Horas de Fúria, produção nacional que mantém os trabalhos de gravação durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). A participante do BBB4, que divertiu o público com uma versão própria de We Are The World, interpreta uma médica sanguinária, disposta a matar os personagens do enredo com um vírus desconhecido.

"A doutora Madjnski é uma médica pesquisadora, muito inteligente e que tem muito poder. Na série, um vírus se espalha pela cidade, porém, em vez de ela querer curar as pessoas, a personagem quer que a doença se alastre cada vez mais e mate a população. Ela é muito autoritária, manda na porra toda", brinca a atriz, em entrevista ao Notícias da TV.

A produção foi escrita por Edi Wilson Marques e conta com a direção do cineasta Alexandre Henry. A ex-BBB Antonela Avellaneda, a Tonton, também integra o elenco da atração. Segundo a intérprete da vilã, a ideia da série surgiu antes da atual pandemia, e a similaridade entre ficção e vida real tornou-se um fator peculiar nos bastidores.

"A previsão era que gravássemos no início do ano, mas veio a pandemia e não rolou. Porém, a história fala sobre isso, uma pandemia. É muito interessante que o convite ocorreu no ano passado, no começo de 2019 e, de repente, aconteceu isso", destaca a ex-BBB.

Sol começou a gravar a história neste mês e entrega os protocolos de prevenção ao coronavírus utilizados nos bastidores. "Todo o elenco fez o teste da Covid-19. Usamos máscaras na medida do possível porque, quando vamos gravar, não tem como estar de máscara. Os locais em que gravamos passam por uma desinfecção. Uso álcool em gel toda hora. A gente está se protegendo."

Depois de sua participação no reality, Sol iniciou a carreira de atriz com aparições em humorísticos da Globo, SBT e Record. "Só que não pagavam o mesmo cachê das outras pessoas. Aí, tive essa necessidade de estudar, investir na minha carreira. Fazia tanta coisa e falei: 'Imagine só, se investir em mim, vai melhorar mais ainda'", relembra.

Por isso, ela estudou, atuou em peças de teatro e fez uma participação na série Supermax, da Globo. Na pandemia, também virou apresentadora de lives no Instagram com shows de talentos e desafios para maquiadores. "Fui me reinventando e ficando mais feliz", conclui Sol.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?