Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Oscar da TV

Emmy muda regras de premiação de minisséries e causa confusão

Divulgação/FX

Dylan McDermott e Connie Britton na 8ª temporada de AHS, mesmos personagens da temporada de estreia - Divulgação/FX

Dylan McDermott e Connie Britton na 8ª temporada de AHS, mesmos personagens da temporada de estreia

REDAÇÃO

Publicado em 10/4/2019 - 12h55

Dois meses antes dos integrantes da Academia de Televisão norte-americana começarem a votar nos indicados ao Emmy deste ano, uma mudança polêmica foi anunciada. O Emmy não vai mais considerar American Horror Story e The Sinner minisséries. Assim, ambas as atrações serão inscritas na categoria drama, como séries convencionais.

Em nota, a Academia de Televisão defende que as duas produções "continuam histórias, com atores que revivem personagens de temporadas anteriores". A reclassificação já vale para a cerimônia de 2019, a 71ª do Emmy.

Essa alteração acirra o debate de como rotular uma atração que a cada temporada conta uma narrativa nova (chamada de antologia), como American Horror Story e True Detective. Desde a primeira temporada, AHS sempre foi tratada como minissérie e triunfou, ganhando 16 estatuetas, quatro entregues a atores da atração.

Diferentemente de outras temporadas, a oitava leva de episódios, Apocalypse, contou com atores de anos anteriores revivendo personagens, justamente o mesmo caso de Sinner. O drama policial contou uma história nova na segunda temporada, mas protagonizada pelo mesmo detetive do ano de estreia, vivido por Bill Pullman.

Tanto AHS e The Sinner diminuem suas chances de indicação por concorrerem agora nas categorias dramáticas, mais competitivas do que as de minissérie.

Contudo, a Academia de Televisão não se posicionou sobre o caso de True Detective. Na primeira temporada, por decisão da HBO, a badalada produção disputou entre os dramas e ganhou cinco estatuetas (incluindo direção e escalação de elenco). Já a segunda temporada foi classificada como minissérie.

O formato da produção da HBO é claro: cada temporada é protagonizada por um elenco totalmente diferente. Só que a trama da terceira temporada se conecta com a temporada de estreia, mostrando que estão interligadas. Por essa decisão do Emmy com AHS e The Sinner, a terceira temporada de True Detective poderia ser forçada a disputar como drama, mesmo sem contar com os mesmos personagens.

Há ainda o caso de Big Little Lies. A produção da HBO, estrelada por Reese Witherspoon e Nicole Kidman, foi concebida como minissérie, e assim disputou o Globo de Ouro, do ano passado, mesmo após o anúncio de uma segunda temporada do drama, com a volta de todos os personagens e continuação da história.

Big Little Lies conquistou 16 indicações (um número alto) ao Emmy de 2017 como minissérie também. Venceu oito categorias, incluindo melhor minissérie. A próxima leva de episódios, pela lógica, terá que disputar nas categorias de drama.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?