Cameron Boyce

Em trabalho póstumo, astro da Disney tasca um beijão gay em série da HBO

Divulgação/HBO

O ator Cameron Boyce na pele de Zack, seu personagem na minissérie Mrs. Fletcher, comédia da HBO

O ator Cameron Boyce na pele de Zack, seu personagem na minissérie Mrs. Fletcher, comédia da HBO

JOÃO DA PAZ - Publicado em 27/11/2019, às 05h25

Sem precisar obedecer à cartilha de cordeirinho do Mickey Mouse, Cameron Boyce (1999-2019) revelou uma faceta ousada em um dos seus trabalhos póstumos. Antes de morrer em julho deste ano, vítima de uma convulsão durante o sono, ele atuou em Mrs. Fletcher, minissérie da HBO na qual tascou um beijão gay que seria escandaloso em qualquer produção da Disney.

Esse lado descarado do astro teen foi escancarado no episódio exibido no último domingo (24), o quinto da comédia. Seu personagem, o universitário Zach, apareceu em uma festinha da faculdade BSU só de cueca. No meio da pista de dança, sem nenhuma inibição, ele começou o maior amasso com outro homem.

Dentro da trama, ninguém sabia qual era a orientação sexual de Zach até então. Seu colega de quarto, o bobalhão Brendan Fletcher (Jackson White), ficou sentido porque o amigo não lhe confidenciou a atração por homens. Ao menos por enquanto, Mrs. Fletcher não definiu qual é a sexualidade de Zach, gay ou bissexual.

Conhecido pela comédia Jessie (2011-2015) e pela trilogia de filmes Descendentes, Boyce deixou quatro projetos para a posteridade, Mrs. Fletcher entre eles. Os outros trabalhos foram o filme Descendentes 3 (já lançado), o longa independente Runt e uma participação na série Paradise City.

reprdodução/hbo

Cameron Boyce (Zach, à esq.) beija Brett Temple (Harrison) em cena da série Mrs. Fletcher


Zendaya também se libertou

Neste ano, Boyce não foi a única estrela da Disney desflorada pela HBO. Alçada à fama ainda na adolescência pelas séries No Ritmo (2010-2013) e Agente K.C. (2015-2018), Zendaya aposentou a doçura e a inocência de suas personagens infantis para viver uma jovem problemática e depressiva na polêmica série Euphoria.

Renovado para a segunda temporada, o drama apresentou Zendaya na pele da protagonista Rue. Aos 17 anos e estudante do ensino médio, ela viveu emaranhada em problemas pessoais, como uso de drogas e remédios, prática que havia começado quando tinha uns 13 anos.

Rue foi uma personagem cheia de camadas, com mudanças de humor drásticas que a levaram a tomar atitudes questionáveis e causar preocupação em amigos e familiares. Nessa fase da vida, ela conheceu Jules (Hunter Schafer), uma adolescente trans pela qual se apaixonou. Tramas opostas às que se vê na Disney.

Fato é que Euphoria elevou o status de Zendaya a outro patamar. A atriz recebeu elogios de grandes nomes de Hollywood, como Leonardo DiCaprio, e é um nome bem cotado para concorrer ao Globo de Ouro do ano que vem, ao lado de grifes do entretenimento americano e britânico como Jennifer Aniston (The Morning Show), Olivia Colman (The Crown) e Nicole Kidman (Big Little Lies).

Tudo sobre

Euphoria

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook