Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DE RYAN MURPHY

Ego, luxúria e drogas: Minissérie da Netflix devassa vida do estilista Halston

Divulgação/Netflix

Ewan McGregor fala ao telefone em cena da minissérie Halston

Ewan McGregor em cena de Halston; minissérie criada por Ryan Murphy estreia nesta sexta (14) na Netflix

ANDRE ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 14/5/2021 - 6h50

Maior ícone norte-americano no mundo da moda, o estilista Roy Halston Frowick (1932-1990) tem sua história contada em Halston, nova minissérie original da Netflix criada por Ryan Murphy. Interpretado por Ewan McGregor, o  fashion designer levou uma vida devassa, regada por egos, luxúria e drogas entre os anos 1970 e 1980. Ele marcou a indústria para sempre.

Com cinco episódios, a minissérie explora a ascensão e a queda do primeiro estilista popstar norte-americano. Nascido em Indiana, nos Estados Unidos, Halston foi criado em uma família humilde e sofreu com a rejeição do pai por seu gosto pelos croquis. Mesmo mais velho, já homossexual assumido, ele ainda convivia com traumas de seu passado.

Considerado por muitos como o homem que mudou a moda norte-americana, Halston foi de um conhecido designer de chapéus --o icônico Pillbox usado por Jackie Kennedy (1929-1994), ex-primeira-dama dos EUA, o colocou no centro dos holofotes-- a um gigante da moda.

Ousado e ambicioso, o astro abusou de seu talento para sempre alcançar voos maiores. Sempre cercado de celebridades como Liza Minelli (Krysta Rodriguez) e Elsa Peretti (Rebecca Dayan), as maiores musas de sua carreira, Halston tornou seu nome um sinônimo de luxo e elegância.

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Todo o glamour de Halston

Por ser uma obra de ficção, Murphy investe no choque que o estilo de vida do estilista causava para se sobrepor a uma possível falta de profundidade. Por só ter cinco episódios, a minissérie percorre diversos trechos da história de Halston sem se prender muito a um momento só.

Os recortes selecionados pelo produtor, no entanto, ajudam a descrever bem a figura peculiar do artista. Já estabelecido como um grande estilista, Halston recebeu a oferta de David Mahoney (Bill Pullman), CEO da Norton Simon, antiga multinacional poderosa nos EUA, que mudaria a sua vida. Ao vender a sua marca, ele ganharia milhões para produzir tudo o que queria.

O negócio alavancou a sua produção. Halston virou marca de perfume, bagagem, cinto e roupas acessíveis. Mas os milhões de dólares conquistados não supriam o ego do estilista. Ao conhecer Victor Hugo (Gian Franco Rodriguez), garoto de programa venezuelano que se tornaria seu amante durante anos, ele teve o seu primeiro contato com a cocaína, vício que o levou à derrocada.

Com o tempo, Halston passou a ligar mais para as drogas e suas noitadas no icônico Studio 54 do que para as suas criações. O ambiente tóxico que criava no trabalho e em seu círculo social foi minando suas amizades e suas possibilidades profissionais, fazendo com que o ícone perdesse aquilo pelo que mais lutou: seu nome.

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Halston e sua musa Elsa

A qualidade da história criada por Murphy, porém, pode ser equiparada a outro sucesso da Netflix. O Gambito da Rainha (2020) tornou-se um fenômeno no ano passado e alavancou o interesse por xadrez e pelo livro que inspirou a minissérie. Em Halston, o mundo da moda e a "guerra" entre os estilistas é tão cativante quanto, e a figura do protagonista na atuação perfeita de McGregor ajuda a manter o interesse pela trama intacto.

Criador de produções que quebraram paradigmas na TV e deram visibilidade a temas que buscavam representatividade, Murphy atinge mais uma vez o ápice em Halston. McGregor cheira cocaína e transa com homens em cenas que chocariam a audiência da Record. A ousadia sempre faz parte do currículo do produtor, e aqui ela é imposta, sempre engrandecendo a sua história.

Polêmica, a maneira como a minissérie da Netflix conta a vida do artista irritou a sua família. Em 10 de maio, representantes dos parentes de Halston emitiram um comunicado à imprensa com inúmeros críticas à adaptação.

"Os arquivos da família não foram consultados para a produção da Netflix. Os arquivos Halston continuam sendo a única fonte definitiva e abrangente sobre o homem e seu legado como o guardião legal de seus papéis e objetos pessoais", diz o texto. A minissérie do serviço de streaming é inspirada no livro Simply Halston: The Untold Story (1991), escrito por Steven Gaines.

Halston estreia nesta sexta-feira (14) no catálogo da Netflix. Assista ao trailer legendado:


Leia também

Web Stories

+
Quem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no PedaçoAgressão e barraco em festa clandestina: Veja histórico dos peões de A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do elenco de A Fazenda 13?