Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BOM DIA, VERÔNICA

Eduardo Moscovis admite dificuldade inusitada para viver psicopata; saiba qual

Fotos: Suzanna Tierie/Netflix

Com camiseta amarela e casaco da Adidas, Eduardo Moscovis faz cara de sério em cena de Bom Dia, Verônica

Eduardo Moscovis vive o policial Brandão na série Bom Dia, Verônica, nova atração nacional da Netflix

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 3/10/2020 - 6h55

Eduardo Moscovis já fez alguns vilões em sua carreira, mas nenhum como o psicopata Brandão, serial killer da série Bom Dia, Verônica. Na atração da Netflix, ele vive um homem que tortura suas vítimas até a morte e ainda mantém a mulher como prisioneira na própria casa. Mas o ator de 52 anos teve uma dificuldade inusitada com o papel: ele não pôde soltar todo o ódio em cena, pois precisava de uma interpretação contida.

"Às vezes é mais fácil fazer uma sequência em que você se joga mesmo, bate, briga, chora, quebra tudo. Claro que tem uma carga emocional, precisa se preocupar com a luz, com a câmera... Mas você usa isso e coloca tudo para fora. No caso do Brandão, eu tinha que sustentar o universo do casal, em um tom comedido, estrategicamente cruel e covarde", conta ele ao Notícias da TV.

Ele admite que, mesmo com a experiência de quem está na TV há quase três décadas, ainda sofreu para se manter sob controle na ficção. "Dava vontade de pelo menos subir o tom de voz, sabe? Não podia, tinha que segurar lá embaixo. Mas o bom de fazer uma obra fechada como essa série é que você tem toda a trilha do personagem, consegue alinhavar e preparar as cenas em que finalmente pode extravasar. Então eu sabia que ia chegar a hora de liberar".

Principal vilão da primeira temporada da trama, Brandão está o tempo todo em um jogo de gato e rato. Às vezes é perseguido pela mocinha, a policial Verônica (Tainá Müller). Outras vezes sai à caça de suas vítimas ou atormenta a mulher, Janete (Camila Morgado). Com tanta maldade, seria fácil cair em um esteréotipo. Mas Moscovis ainda encontra alguma humanidade no psicopata.

"Interessava para mim fugir dessa caricatura. Antes de avaliar a psicopatia, esse cara é um homem. Eu queria discutir essas relações dele, como elas foram estabelecidas e de que maneira evoluem. Como aparecem tanto a vítima quanto o algoz? E como se rompe isso?", filosofa o intérprete.

Brandão coleciona pássaros; homem possessivo

Impactado pelo mundo real

Apesar de ser uma história de ficção, Bom Dia, Verônica poderia ser uma história bem real. A violência doméstica é ameaça constante na vida das mulheres, e o elenco da série acredita que assistir à produção pode abrir os olhos de algumas vítimas.

"Um cara como o Brandão se torna muito mais cruel e covarde quando você percebe que ele existe bem ao seu lado. Não precisa ser um ogro, um cara enorme, que grita, que bate... Nós desconstruímos essa caricatura para nos aproximarmos do mundo em que vivemos", diz Moscovis.

"Eu me sinto responsável por fazer com que esse tema seja levantado, questionado e refletido a partir de mim. Não do meu umbigo, mas de onde eu me sinto responsável enquanto ator e cidadão. Do meu privilégio nato. Eu acho que é fundamental questionarmos o nosso comportamento. Eu, como homem, nas relações com minhas companheiras, namoro, ou social. E a partir de mim pode ser que apareça uma reflexão."

O próprio ator, no entanto, assistiu à série ao lado da filha Manuela, de 13 anos (fruto de seu relacionamento com a apresentadora Cynthia Howlett), e admite que a produção mexeu com ele.

"Tem uma cena em que a personagem da Camila entende que é vítima, e não culpada, que foi muito difícil de assistir. Eu fiquei impactado. É um jorro, ela sai de um lugar muito gutural, não sabe nem como falar. Fico imaginando quantas mulheres, se tivessem a possibilidade de dizer, fariam daquela maneira", especula o artista.

A primeira temporada de Bom Dia, Verônica conta com oito episódios. Criadores do livro homônimo, Raphael Montes e Ilana Casoy são produtores e roteiristas da atração. O elenco ainda inclui Silvio Guindane, Cesar Melo, Antônio Grassi, Adriano Garib e Sacha Bali, entre outros. Confira o trailer:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?