Special Victims Unit

De feminícidio a abuso infantil: Como Law & Order se mantém atual após 20 anos

Divulgação/NBC

As atrizes Mariska Hargitay e Kelli Giddish na 20ª temporada da atualíssima Law & Order: SVU - Divulgação/NBC

As atrizes Mariska Hargitay e Kelli Giddish na 20ª temporada da atualíssima Law & Order: SVU

JOÃO DA PAZ - Publicado em 23/10/2018, às 04h15

Série mais longeva da atualidade e uma das mais duradouras da história, Law & Order: Special Victims Unit estreia sua 20ª temporada novinha em folha. As duas décadas envelheceram os personagens, mas não a trama, que se mantém moderna ao abordar temas críticos da contemporaneidade e discuti-los com destreza. Os assuntos vão de abuso infantil a feminícidio, passando por tiroteios em escola e leis de imigração.

Com a característica de se inspirar em casos policiais reais, Law & Order: SVU começa a nova temporada com o pé no acelerador, nesta terça (23), às 22h, com um episódio duplo no canal Universal. Os temas abordados exemplificam a importância da série, que contextualiza na TV crimes cabulosos que o telespectador vê com frequência nos noticiários.

Os episódios do drama policial fazem o telespectador refletir ao assistir perspectivas diferentes dos casos. Os dois capítulos iniciais traçam como um menino inocente vira um atirador implacável, ferindo colegas estudantes em uma escola. A trama copia desdobramentos de três ataques em colégios ocorridos neste ano nos Estados Unidos. O mais trágico foi em fevereiro, com 17 mortes.

A estreia em dose dupla narra todos os possíveis traumas e abusos que uma criança pode experimentar. O principal deles é o machismo. A série joga luz nessa postura datada que desequilibra o núcleo familiar. O pai machista acha que está sempre com a razão. Esse comportamento afeta seus dois filhos e deixa a mãe perdida, sem saber o que fazer.

No terceiro capítulo, um assunto delicado entra em cena. O presidente dos EUA, Donald Trump, caiu em desgraça no meio deste ano ao determinar a separação de crianças de pais que entram no país ilegalmente. Depois de uma oposição ferrenha, o ex-apresentador de O Aprendiz voltou atrás.

Chamado de Zero Tolerance (Tolerância Zero), o episódio acompanha a tenente Olivia Benson (Mariska Hargitay) e o promotor público Peter Stone (Philip Winchester) em uma árdua missão de reunir uma criança latina com sua mãe.

O feminicídio, crime contra uma mulher apenas por causa do gênero, está no centro do quinto episódio. Uma líder de um grupo de empoderamento feminino é encontrada morta, e os detetives começam uma investigação.

Desafios da mulher
Desde 1999, Law & Order: SVU apresenta a rotina de detetives de elite de crimes especiais de uma delegacia nova-iorquina, inspirada em uma divisão real da corporação. Violência sexual e doméstica são constantemente destaques na série.

No outro extremo, o drama evidencia os desafios da mulher como líder no ambiente de trabalho. Levanta questões como balancear as atividades de ser mãe com o estressante trabalho policial. As personagens principais, Olivia Benson e Amanda Rollins (Kelli Giddish), passam por essa adversidade. Law & Order deve inserir na história a gravidez real de Kelli. 

Na 20ª temporada, Law & Order: SVU mantém uma audiência satisfatória nos EUA. Exibida pela rede NBC, a série tem média de 4,56 milhões de telespectadores por episódio (cinco capítulos já foram exibidos). A atração policial vai bem na audiência gravada, com um crescimento de 75% nesse quesito.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você gostou de Órfãos da Terra?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook