Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

HIT NA PLATAFORMA

Criadora de Grey's Anatomy estreia na Netflix batendo recorde com Bridgerton

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Penelope (Nicola Coughlan) e Eloise (Claudia Jessie) caminham em conversam em cena de Bridgerton

Penelope (Nicola Coughlan) e Eloise (Claudia Jessie) em Bridgerton; série bateu recorde na Netflix

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 27/1/2021 - 14h29

Criadora do drama médico Grey's Anatomy, Shonda Rhimes estreou na Netflix já batendo recorde com Bridgerton. A primeira série fruto da parceria entre o serviço de streaming e a produtora se tornou o maior lançamento original da história da plataforma, com 82 milhões de lares acompanhando a trama nas primeiras quatro semanas desde o lançamento.

O anúncio do recorde foi feito pela empresa no Twitter nesta quarta (27). Esse número, porém, não significa que 82 milhões de assinantes viram a temporada inteira. A Netflix considera como público qualquer usuário que tenha assistido a pelo menos dois minutos de um episódio.

No entanto, é inegável que Bridgerton faz sucesso. A série entrou no catálogo da plataforma em 25 de dezembro e se consolidou no Top 10 das produções mais vistas desde então.

Além disso, a repercussão da história na Netflix causou um efeito ainda mais curioso. As obras da autora Julia Quinn que inspiraram a série entraram pela primeira vez na relação dos livros mais vendidos do jornal New York Times (a mais conceituada do planeta).

De uma vez só, três livros de Bridgerton entraram no top 15 de ficção. Nenhum capítulo da saga havia entrado na relação do jornal, nem mesmo na época de sua publicação original, há mais de 20 anos.

A produção acompanha a vida de Daphne Bridgerton (Phoebe Dynevor), filha de uma das mais poderosas famílias de Londres do início do século 19. A trama começa no ano de 1813, mais precisamente no início da temporada de apresentação das jovens da aristocracia britânica. Esse período nada mais é do que uma época de incontáveis bailes de gala para que os homens do período regencial encontrassem as mulheres ideais para casar.

Para piorar a pressão das moças que precisam encontrar o "par perfeito", um pequeno tabloide de fofocas da sociedade começa a ser misteriosamente distribuído. A responsável chama-se Lady Whistledown, uma "sombra" incômoda da aristocracia que prova saber os segredos de todos.

É a pressão causada pelo jornal de fofocas que faz com que Daphne acabe se aproximando de Simon Basset (René-Jean Page), um solteirão convicto que retornou a Londres para assumir o posto de Duque de Hastings após a morte de seu pai.

Determinado a não se casar, ele faz uma proposta indecente a Daphne: se eles fingirem estarem se cortejando, o rapaz conseguirá afastar a abordagem de possíveis sogras, enquanto a jovem se tornará alvo de vários pretendentes.

Por conta do sucesso, a série já foi renovada para o segundo ano


Leia também

Web Stories

+
Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelaçãoPower Couple Brasil 5 aposta em casais polêmicos e promete barraco e confusãoPereirão, Lurdes e Edilásia Sardinha: veja 7 mães marcantes das novelas brasileirasCaso Evandro e A Mulher na Janela chegam aos streamings; saiba maisPróximos filmes da Marvel têm Pantera Negra e Os Eternos; confira lista completa

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você está animado para a nova temporada do No Limite?