MAL ME QUER

Comédia nacional mostra como forjar um divórcio pode mudar seu casamento

Fotos: Divulgação/Warner Channel

Júlia Rabello e Felipe Abib são o casal em crise de Mal Me Quer, nova série nacional da TV paga - Fotos: Divulgação/Warner Channel

Júlia Rabello e Felipe Abib são o casal em crise de Mal Me Quer, nova série nacional da TV paga

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 07/02/2019, às 05h28

Nova série nacional da Warner Channel, a comédia Mal Me Quer parte de uma premissa inusitada: Marcel (Felipe Abib, de A Mulher do Prefeito) e Olívia (Júlia Rabello, de A Regra do Jogo) decidem se separar. Não porque deixaram de se amar, mas para salvar o patrimônio que construíram. Porém, enquanto buscam motivos que justifiquem um divórcio litigioso, acabam brigando de verdade e colocando a relação em risco.

Apaixonados e felizes, com três filhos, Marcel e Olívia nunca sequer cogitaram o divórcio. Mas o agente de viagens leva um golpe de seu contador, que faz a limpa na conta de sua empresa. Com a Justiça em sua cola, ele corre o risco de perder casa, carro e outros bens adquiridos com a mulher. Assim, o advogado do casal sugere que uma separação litigiosa é a única forma de manter seus bens.

Só que, na hora de entrar com o pedido de divórcio, Olívia não consegue pensar em nenhum motivo para se separar de Marcel. E é aí que tudo desanda: enquanto buscam conflitos que justifiquem a desunião fake, os dois acabam discutindo de verdade, por razões que vão de quem comprou um prato ao nome do filho do casal.

A história nasceu da vontade dos criadores e roteiristas Ana Reber e Rodrigo Castilho de abordar um casamento na TV. "E, óbvio, como nós dois somos casados, queríamos falar mal (risos). Como fazer uma série que não tem conflitos?", explica Ana, que se lembrou da história de um casal de amigos que decidiu se divorciar justamente para se livrar de suas dívidas.

"Achamos divertido ver um casal que finge que vai se separar. E o que isso poderia render? Aí encontramos esse ângulo diferente, um casal que, ao fingir um divórcio, começa a achar motivos verdadeiros para tomar rumos diferentes", diz ela.

De acordo com a criadora e roteirista, casamento é um tema que rende material para várias temporadas. "É igual tapete, se você começar a bater, vai sair muita sujeira. Não tem casamento que não tenha algum segredo, algum podre, alguma mágoa que ficou guardada. E, com esse divórcio falso, tudo isso começa a vir à tona", adianta.

Klara Castanho, Chiara Scalett e Lipe Volpato interpretam os filhos do casal Marcel e Olívia

Sem neura com os filhos
Um dos principais motivos da separação fake é manter o padrão de vida dos filhos do casal: a egoísta Manuela (Klara Castanho), que só pensa no intercâmbio que fará na Austrália; o malandro JP (Lipe Volpato), que sempre tenta passar a perna nos pais; e a precoce Bruna (Chiara Scalett), a integrante mais madura de toda a família.

"Quando você fala para os produtores que vai ter criança na série... Eles tentaram nos matar, mas sobrevivemos, estou aqui para contar a história", brinca Ana, que precisou testar mais de 300 crianças do país inteiro para encontrar os intérpretes de JP e Bruna --mais experiente, Klara Castanho recebeu convite para fazer Manuela.

Apesar do receio inicial de Marcel e Olívia em contar para os filhos que vão se separar, as crianças lidam bem com a notícia. Afinal, os pais de todos os colegas da escola também são divorciados. A inversão de valores é apenas uma das boas sacadas da série, que não apela para piadas ou bordões e encontra o humor nas situações criadas pela proposta inicial de Mal Me Quer.

"Nessa série, nós seguimos uma corrente dos Estados Unidos, que é você ter uma comédia, ter o humor, mas também contar com uma história, com um estofo. A piada pela piada não se segura, tem uma limitação. E, como toda boa comédia, precisa de uma história que tenha coração, sentimentos, até momentos de drama. A comédia de piadas não chega fundo no público, ela te faz rir mas não traz nenhuma reflexão. Nós tentamos fazer algo que tocasse", resume Ana Reber.

A primeira temporada de Mal Me Quer estreia nesta quinta (7), às 19h35, na Warner Channel. São seis episódios de meia hora cada, uma coprodução com a Boutique Filmes, sob direção de Ian SBF, um dos criadores do Porta dos Fundos.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que reality show você pretende assistir agora?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook