Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CULPADO IMPROVÁVEL

Clickbait: Entenda o final bombástico da nova série de suspense da Netflix

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Betty Gabriel e Adrian Grenier dançando em cena de Clickbait

Betty Gabriel e Adrian Grenier em cena de Clickbait; série da Netflix surpreende com final inesperado

VICTOR CIERRO VIEIRA

victor@noticiasdatv.com

Publicado em 29/8/2021 - 6h25

Nova série de suspense da Netflix, Clickbait mostra oito visões distintas sobre o sequestro de Nick Brewer (Adrian Grenier). Com roteiro bem elaborado, cada episódio aborda a perspectiva de um personagem diferente sobre o crime e consegue esconder com eficiência o responsável pelo delito. Por isso, seu final tem pego o público de surpresa.

[Atenção: esse texto contém spoilers]

Na trama, o protagonista é sequestrado e obrigado a gravar um vídeo. Nele, o fisioterapeuta levanta uma placa com a mensagem: ''Eu abuso mulheres. Com 5 milhões de visualizações, eu morro''.

Irmã de Nick, Pia (Zoe Kazan) é a primeira a descobrir o vídeo. Apesar de não serem amigas, ela e cunhada, Sophie Brewer (Betty Gabriel), juntam forças para limparem o nome do rapaz e impedirem o alto número de visualizações.

A nova produção começa e termina com grandes reviravoltas. Enquanto a série cria expectativa para um possível resgate de Nick, o final do segundo capítulo acaba com essa esperança quando o fisioterapeuta é encontrado morto pelo detetive Amir (Phoenix Raei).

Durante as investigações, a polícia consegue encontrar diversos perfis em sites de namoro com a foto de Nick, usando diferentes nomes. Em um deles, o fisioterapeuta havia discutido com uma mulher (Taylor Ferguson) e dito para ela cometer suicídio. E a moça acabou cometendo o ato.

Revoltado com as mensagens de ódio, o irmão da mulher, Simon (Daniel Henshall), busca vingança. Ele decide ir atrás do homem responsável pela morte de sua única parente, sequestra e obriga Nick a gravar o vídeo com as placas.

Mas, de novo, a série da Netflix engana seu público, pois o homem não é o assassino. Após conversar com o protagonista, Simon acredita que não era Nick escrevendo as mensagens e o deixa escapar.

Enquanto isso, Clickbait foca suas energias no amigo de Nick e colega de trabalho, Matt Aldin (Ian Meadows). Além de o treinador parecer suspeito, algumas alegações sobre ele começam a surgir na trama. Quando tudo está apontando para o rapaz, a produção tem mais uma reviravolta.

Uma pessoa misteriosa estava se passando por Nick em sites de namoro. Os principais suspeitos eram o próprio fisioterapeuta e seu melhor amigo. Mas, na realidade, a responsável por todo esse caos era Dawn Gleed (Becca Lish).

A senhora trabalha como gerente administrativa do lugar onde Nick era fisioterapeuta. Solitária e sem a atenção do marido, Ed (Wally Dunn), ela usou as fotos do homem para conversar com mulheres mais jovens.

Depois que seu marido descobriu o caso, Dawn entrou em uma discussão com uma das garotas e descontou toda a sua raiva e frustração na conversa. E, como resultado, a jovem tirou a própria vida. 

Após o sequestro, Nick descobre quem estava por trás dos perfis de namoro. Ele marcha diretamente para a casa de Dawn e ameaça chamar a polícia. Para proteger sua mulher, Ed mata o protagonista e joga seu corpo no riacho.

Com a prisão do casal de senhores, a produção encerra a história sobre Nick. A primeira e única temporada de Clickbait está disponível na Netflix. Confira o trailer da série de suspense:


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Elenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreram

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas