Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

KRISTA VERNOFF

Chefe de Grey's Anatomy explica morte bombástica de personagem: 'Não queria'

Divulgação/ABC

Ellen Pompeo como Meredith Grey em cena da do primeiro episódio da 17ª temporada de Grey's Anatomy

Ellen Pompeo em cena da 17ª temporada de Grey's Anatomy; atriz se despediu de mais um colega do elenco

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 12/3/2021 - 14h32

[Atenção: spoilers da 17ª temporada de Grey's Anatomy abaixo]

Krista Vernoff, showrunner de Grey's Anatomy, ainda não sabe se a 17ª temporada será a última do drama médico, mas isso não a impediu de tomar decisões bombásticas para a trama da série. No episódio que foi ao ar nesta quinta (11) nos Estados Unidos, os fãs se despediram de Andrew DeLuca (Giacomo Gianniotti), que morreu após ser esfaqueado.

Intitulado Helplessly Hoping, o sétimo episódio do 17º ano, um crossover com a série-irmã Station 19, encerrou o arco iniciado na temporada anterior e mostrou DeLuca sendo esfaqueado por Opal (Stephanie Kurtzuba), a responsável pelo tráfico sexual de menores, após ajudar os policiais a encontrá-la.

Em entrevista ao site da revista Entertainment Weekly, Krista explicou que, quando começou a pensar em um encerramento para o arco do tráfico sexual não era a sua intenção matar DeLuca.

"Não havia uma decisão sobre matar o personagem e depois uma discussão sobre como faríamos isso. Havia uma ideia na minha cabeça de DeLuca seguindo a traficante fora do hospital, passando pela cidade, se recusando a parar, e depois levando um soco no estômago por algum companheiro dela", explicou a chefe criativa.

"Você pensa que ele levou um soco e percebe que ele foi esfaqueado. Depois vamos para Grey's Anatomy e sua visita a Meredith [Ellen Pompeo] na praia. Toda a sequência veio na mente e eu pensei: 'Meu Deus, nós estamos matando DeLuca?'. Foi isso o que aconteceu. Ninguém queria matar DeLuca. Eu não queria matar DeLuca!", afirmou Krista, sabendo que a decisão seria controversa para muitos fãs.

Segundo a showrunner, depois de apresentar a ideia para a sua equipe, todos concordaram que essa era a melhor história a ser contada.

"Eu cheguei e falei: 'Gente, essa é a história'. E todos responderam: 'Sim, essa é a história'. Nós queríamos honrar o fato de que não sentimos que tínhamos encerrado o arco do tráfico sexual, e essa era a nossa história", prosseguiu.

Apesar de ter tomado a decisão, Krista destacou que isso não significa que ela tenha ficado feliz com o desenrolar.

"Eu não gostei, me deixou puta e me fez chorar mesmo quando ainda estava imaginando. Muitas vezes enquanto estávamos escrevendo a temporada, e até quando estávamos gravando, eu entrava na sala dos roteiristas e dizia: 'Sério? É isso que estamos fazendo? Acho que estou arregando, nós precisamos salvá-lo!'. Eu, como fã, queria que DeLuca sobrevivesse, mas, como showrunner, eu sigo a história para onde ela deve ir", completou.

DIVULGAÇÃO/ABC

Os últimos momentos de Andrew DeLuca

Com a palavra, DeLuca

Integrante do elenco de Grey's Anatomy desde a 11ª temporada, Giacomo Gianniotti revelou que ficou sabendo da decisão pela morte de DeLuca ainda no início dos trabalhos do 17º ano.

"Foi durante os dois primeiros episódios", contou ao site Deadline. Fui abordado por nossos produtores executivos, Krista e a diretora Debbie Allen. Eles disseram: 'Ei, temos pensado muito sobre isso e sentimos que há uma oportunidade de contar uma história muito, muito bonita que vai ajudar muitas pessoas'".

Gianniotti explicou que a pausa forçada por conta da pandemia de Covid-19 não permitiu que os roteiristas finalizassem o arco do tráfico sexual. Quando a a oportunidade surgiu, eles imaginaram DeLuca salvando o dia e morrendo como um herói.

"E se pudéssemos pegar a mulher que traficou aquela garota, e se DeLuca salvasse o dia, mas perdesse sua vida no processo, morresse como um herói salvando todas essas pessoas e todas essas crianças que potencialmente poderiam ter sido traficadas, mas agora não serão porque os traficantes foram presos? Eu achei que era um lindo enredo, achei uma bela maneira do personagem sair como um herói", contou.

Para o ator, a maneira como DeLuca saiu de cena fez honrou a história do personagem e o deixa livre para seguir a carreira após seis anos no elenco de Grey's Anatomy.

"Estou na série há seis anos, sete temporadas. Definitivamente, já faz muito tempo, e eu sou um cara jovem. Então, acho que foi um bom momento para partir, e estou feliz que Krista, Debbie e todos os roteiristas fizeram um ótimo trabalho contando essa história. Acho que vai fazer justiça e ajudar muitas pessoas", encerrou.

O Sony Channel exibe episódios inéditos da 17ª temporada de Grey's Anatomy no Brasil toda terça-feira, às 21h.

Confira abaixo a homenagem da equipe da série à morte do personagem:


Leia também

Web Stories

+
Vômito, narrador ridículo e ‘xerecada’: Cinco momentos engraçados das OlimpíadasBárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acalorada

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?