Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

PAPÉIS INVERTIDOS?

Bebê Rena: Martha da vida real alega que ela era a perseguida da história

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Jessica Gunning como Martha Scott em Bebê Rena

Jessica Gunning como Martha Scott em Bebê Rena; stalker verdadeira reclamou de série da Netflix

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 29/4/2024 - 15h28

A suposta perseguidora retratada como Martha Scott na série Bebê Rena teceu fortes críticas à atração da Netflix. A mulher que inspirou a personagem interpretada por Jessica Gunning, que é pintada como uma pessoa obsessiva, refutou as alegações de que a obra seja baseada em uma história real e disse ser a vítima. "Muitas coisas que a série alegou não são verdadeiras", declarou ela.

A pedido do próprio Richard Gadd, astro e criador de Bebê Rena, o nome verdadeiro de Martha tem sido ocultado, e ele mudou detalhes da história para que o público tivesse dificuldade para descobrir quem é a verdadeira stalker. Muitos fãs, no entanto, foram atrás da perseguidora e conseguiram descobrir detalhes sobre o caso verdadeiro.

Ao jornal Scottish Sun, a mulher que inspirou a história resolveu se abrir sobre o fenômeno mundial do streaming e se revoltou primeiramente com a escolha da atriz para o papel de Martha. "Há uma atriz gorda que deveria ser eu. Sou muito atraente. Ele não é Brad Pitt", declarou à publicação.

A escocesa também negou que a história seja baseada em fatos. "Tenho uma reclamação contra a Netflix, pois isso está sendo anunciado como parte de uma história real", disse ela. "As pessoas provavelmente estão dizendo que eu sou um assassina em massa. Isso não pode continuar. Vou chutar a bunda deles!", complementou.

Assim como na série, ela alega ser uma advogada, e insiste em brigar na Justiça com a Netflix. Sou uma advogada altamente competente. Eu teria que fazer isso sozinho. Estou muito bem", relatou. "Tenho uma memória fotográfica e posso memorizar arquivos enormes. Eu era a número um na minha escola em tudo", afirmou.

A verdadeira Martha Scott também contou que tem recebido mensagens de ódio e ameaças de morte. Além disso, ela afirmou que o programa "é uma intrusão grosseira à privacidade" e prometeu que "não será silenciada".

"Eu sou a vítima aqui, não Richard Gadd. Sofri ameaças de morte como resultado da sua série, apesar do fato de que muitas das coisas que ele alegou não são verdadeiras", finalizou ela.


Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.