Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

TIDELANDS

Ator confirma cancelamento de série que tirou Marco Pigossi da Globo

Jasin Boland/Netflix

Marco Pigossi em cena da série Tidelands, produção australiana lançada pela Netflix em 2018

Marco Pigossi em cena da série Tidelands, produção australiana lançada pela Netflix em 2018

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 27/11/2019 - 12h48

A série australiana Tidelands, lançada pela Netflix em dezembro do ano passado e que tinha o brasileiro Marco Pigossi no elenco, foi cancelada. A informação foi confirmada pelo ator Mattias Inwood, que vivia o policial Corey Welch. Foi para atuar na atração internacional que Pigossi decidiu não renovar seu contrato com a Globo.

Inwood republicou a mensagem de um fã brasileiro, que questionou quando ele começaria a gravar a segunda temporada da produção sobre um grupo de sereias que atrapalhava o cotidiano de uma vila de pescadores. "Tidelands foi cancelada, família", respondeu o ator (veja abaixo), colocando um sinal de negativo e uma estátua de um anjo chorando.

Mattias Inwood confirmou fim de Tidelands na web

O fim da série já era especulado pelos fãs porque, mais de 11 meses depois do lançamento, a Netflix ainda não havia encomendado novos episódios. Geralmente, a plataforma anuncia mais temporadas de suas produções originais até três meses após a estreia.

Marco Pigossi, porém, não ficará desempregado: ele está no elenco de Cidade Invisível, que será lançada no ano que vem. Com uma história situada nas ruas boêmias da Lapa, no Rio de Janeiro, a atração criada por Carlos Saldanha também terá Alessandra Negrini no elenco.

Cidade Invisível vai explorar o folclore brasileiro, como o saci e o curupira. Pigossi viverá o detetive Eric, integrante da Delegacia de Polícia Ambiental. Já Alessandra fará Inês, dona de uma casa noturna que é muito mais do que aparenta. Antes, ela havia participado de um episódio da comédia Samantha!.

De acordo com a sinopse oficial, "após encontrar um animal morto em uma praia carioca, Eric se envolve em uma investigação de assassinato e descobre um mundo habitado por entidades míticas, normalmente invisíveis ao seres humanos".

Galã saiu queimado

Pigossi, de 30 anos, saiu queimado da Globo. Para executivos da área artística, o galã os traiu ao convencê-los a não renovar seu contrato, para que pudesse estudar em Londres. Porém, ao invés de aperfeiçoar suas técnicas de interpretação, Pigossi surpreendeu a todos ao fechar com a Netflix para fazer Tidelands.

Um importante diretor da Globo, que pediu para não ter seu nome revelado, disse ao Notícias da TV que Pigossi só voltará a ser escalado para as novelas da casa quando a emissora quiser, e isso não deve acontecer tão cedo.

Uma fonte próxima ao ator afirmou que ele de fato não renovou seu contrato com a Globo para estudar interpretação na Inglaterra, um desejo que já demonstrava há anos e que precisou adiar por ter sido escalado para A Força do Querer (2017) e Onde Nascem os Fortes (2018).

"Ele chegou a ir para a Europa, estava tudo pronto para começar a estudar, quando recebeu essa proposta irrecusável da Netflix. Foi tudo muito rápido, a produção de Tidelands foi aprovada, e ele teve que decidir. Mas o Pigossi não desistiu do curso, deve fazê-lo assim que acabar as gravações da série, porque ele tem muita vontade de morar em Londres", contou o amigo.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas