Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

BETINHO

Astro de Sob Pressão, Julio Andrade prioriza TV aberta, e série do Globoplay é adiada

RAQUEL CUNHA/TV GLOBO

Julio Andrade olha para o equipamento nos bastidores da gravação da série Sob Pressão, da Globo

Julio Andrade nos bastidores da série Sob Pressão, da Globo; ator estrelará série do Globoplay

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 12/10/2020 - 6h34

O sucesso de Sob Pressão obrigará Julio Andrade a adiar seu próximo projeto: a série sobre a vida de Herbert de Souza, o Betinho (1935-1997), que estava programada para estrear no fim deste ano no Globoplay. O ator, que dá vida ao médico Evandro no drama médico, estará envolvido na quarta temporada da atração da Globo, o que motivou o adiamento da produção do streaming para 2022.

Conforme o Notícias da TVantecipou em janeiro deste ano, Andrade foi escalado para dar vida ao papel do sociólogo e protagonista da série do Globoplay. O cineasta Sérgio Machado (Cidade Baixa, Irmãos Freitas) assinará a direção e dividirá os roteiros com Victor Navas (Cazuza, Carandiru). A produção será de José Júnior, da AfroReggae, em parceria com a Formata.

O ator, que já é magro, terá que perder ainda mais peso para dar vida a Betinho, que era hemofílico e contraiu HIV durante uma transfusão. De acordo com a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, Julio Andrade, além de atuar, vai dirigir alguns episódios da série e precisa de tempo para se preparar.

Também estão confirmados no elenco Ravel Andrade, irmão de Julio, que será Chico Mário, o irmão caçula de Betinho; Daniel de Oliveira, que interpretará o outro irmão, Henfil; Lázaro Ramos, um médico; e Natália Lage e Danni Suzuki, que serão, Irles Carvalho e Maria Nakano, a primeira e a segunda mulher do sociólogo, respectivamente.

Quem foi Betinho?

Apesar da morte precoce, aos 61 anos, a biografia de Betinho sintetiza três grandes bandeiras do Brasil dos anos 1960 aos 1990: a luta pela democracia, o combate à miséria e às injustiças e a "desguetificação" da Aids.

Líder estudantil na juventude e crítico do capitalismo, Betinho foi perseguido pela Ditadura Militar (1964-1985) e teve de fugir do país, se exilando primeiramente no Chile, onde foi assessor de Salvador Allende (1908-1973), e depois no México e no Canadá. Voltou ao Brasil em 1979 e passou a se engajar em causas como a Reforma Agrária.

Sua "grande obra social" foi a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida, que articulou no início dos anos 1990 para "dar comida e gerar empregos para tirar 32 milhões de brasileiros da indigência". Considerado a maior campanha social da história do país, o movimento de Betinho inspirou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a lançar, em 2003, o projeto Fome Zero, que se transformaria no Bolsa Família.

Betinho também foi muito importante no combate à Aids, já que contraiu HIV durante transfusão de sangue, procedimento ao qual era submetido periodicamente por ser hemofílico, assim como seus irmãos Henfil (cartunista) e Chico Mário (compositor). A morte dos irmãos em 1988 o transformou em uma das principais vozes na defesa de políticas públicas e pesquisas contra a Aids. Graças a Betinho, Aids deixou de ser uma "doença de homossexuais".


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?