LUANA TANAKA

Antes de estrear na Netflix, atriz vira 'ninja' divertida em série do SBT

Reprodução/SBT

Fang (Luana Tanaka) duela com Naomi (Ana Flávia Cavalcanti) em cena de A Garota da Moto - Reprodução/SBT

Fang (Luana Tanaka) duela com Naomi (Ana Flávia Cavalcanti) em cena de A Garota da Moto

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 18/03/2019, às 06h18

Aos 29 anos, Luana Tanaka se prepara para ter um papel de destaque na série Onisciente, drama futurista previsto chegar ao streaming no ano que vem. Enquanto isso, ela bate ponto no SBT: está em A Garota da Moto na pele de Fang, ex-rival da mocinha Joana (Christiana Ubach) que agora mudou de lado e até ajuda a heroína a aprender novas técnicas de luta, já que segue um estilo oriental, quase ninja.

Luana é uma das grandes apostas da série do SBT em sua segunda temporada, lançada quase três anos após o fim da primeira. Ela fez apenas uma participação na primeira leva de episódios, mas agradou aos produtores e ao público e retornou para os novos capítulos com uma personagem fixa --e agora no time do bem.

"Fiquei superfeliz quando soube. É um voto de confiança no meu trabalho, né? Eu acho que as coisas vêm no momento em que têm de vir. E é uma oportunidade para eu aprender também. O legal de ser ator é isso, você está sempre aprendendo milhares de coisas, inclusive sobre si mesmo, e pode crescer como pessoa", filosofa.

Entre os aprendizados que A Garota da Moto trouxeram à atriz, está a descoberta de um jeito para a comédia. Fang, que no passado era violenta e vingativa, agora foi trabalhar no divertido núcleo do Botecão, e Luana batalhou para fazer humor.

"Não sei dizer se sou uma pessoa engraçada, mas tentei puxar um pouco disso na série. E é muito legal poder mostrar essa outra faceta da Fang, porque isso humaniza a personagem. Na vida real, ninguém é só uma coisa. Ela pode ser séria em um contexto, relaxada em outro, divertida em um terceiro. Achei muito legal ela conseguir circular por todos esses ambientes", comemora Luana.

Além de divertir o público, Fang também precisa treinar Joana --é ela a responsável por ensinar um estilo de luta que faz a protagonista voar em cena. "Eu amo gravar essas cenas mais físicas também. Na novela que eu fiz na Globo [Novo Mundo, 2017] eu também tinha sequências de luta, e adorava", lembra.

Para ajudar na fisicalidade de seus papéis, Luana pratica ioga. "Tento praticar todos os dias, mas na época da gravação da série era um pouco mais difícil, né? Acho que a gente fala muita coisa por meio do corpo, e a luta também é uma forma de diálogo, está estabelecendo as relações entre os personagens de alguma maneira."

Para quem perdeu o início da temporada no SBT, Fang e Joana superaram a rivalidade e decidiram se unir depois que descobriram que têm mais em comum do que imaginavam: as duas são mães solteiras, capazes de qualquer coisa para protegerem seus filhos das ameaças da cidade grande.

"Elas são guerreiras, têm uma trajetória parecida entre elas e também seguem tantas mães que existem de verdade por aí. Mulheres que estão na luta, que têm que trampar muito, cuidar do filho, às vezes sem a ajuda do parceiro... Apesar de A Garota da Moto ser ficcional, tem uma pegada muito real", justifica.

A Garota da Moto é uma coprodução do SBT com a Mixer e vai ao ar de segunda a sexta, às 22h. A segunda temporada conta com 26 episódios.

Agora, Luana se prepara para um papel totalmente diferente em Onisciente, suspense ambientado em um futuro próximo, numa cidade em que cada habitante é acompanhado constantemente por um pequeno drone, quase imperceptível, e que reduziu a criminalidade a um nível quase inexistente.

A série vai reunir a atriz com o produtor Pedro Aguilera --em 2016, ela fez uma participação na primeira temporada da série 3% como Ágata, uma das participantes do processo que seleciona moradores do Continente para o Maralto.

E Luana não é a única atriz de A Garota da Moto que vai trabalhar para a Netflix em 2020. A plataforma de streaming também anunciou Enzo Barone como um dos protagonistas da sobrenatural Spectros. O garoto está atualmente na produção do SBT como Nico, o filho da motogirl Joana.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook