Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

MADDY MORPHOSIS

Com sósia de Ana Maria Braga, Drag Race explora os limites da heterofobia

REPRODUÇÃO/WOW PRESENT PLUS

A drag queen Maddy Morphosis com uma peruca curta, loira, e maquiagem pesada com um figurino inspirado no cozinheiro Guy Fieri no Werk Room de Drag Race

Maddy Morphosis em RuPaul's Drag Race; hétero, artista é apontado como sósia de Ana Maria Braga

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 23/1/2022 - 6h25

RuPaul Charles não costuma ter limites para explorar os traumas e as questões mais pessoais das participantes de Drag Race em busca de mais um Emmy para sua coleção. O apresentador e principal produtor do reality, porém, conseguiu se superar na 14ª temporada ao explorar um preconceito que sequer existe --a "heterofobia" contra Maddy Morphosis.

O artista é o primeiro a se definir como um homem cisgênero e exclusivamente heterossexual de toda a franquia. Ele imediatamente virou meme entre os fãs do reality, principalmente os brasileiros, que o acharam muito parecido com Ana Maria Braga ao pôr os pés no Werk Room [sala de trabalho, em inglês].

A maior parte das piadas nas redes sociais, porém, gira em torno da orientação sexual de Maddy, que ficou "dentro do armário" durante boa parte do segundo episódio. Alaska Thunderfuck, vencedora do All Stars 2 (2016), até fez uma live em que zoava os supostos comportamentos heteronormativos do colega dentro do jogo --como preferir cerveja aos bons drinques.

Os chistes, obviamente, não chegam nem perto de configurar um crime de ódio, já que a heterofobia simplesmente não existe. As pessoas que se interessam pelo sexo oposto não sofrem nenhum tipo de opressão estrutural e muito menos têm direitos limitados por alguma lei.

A narrativa de Maddy dentro do jogo, no entanto, chama a atenção justamente por explorar a resistência das outras drag queens. RuPaul chegou a "tirá-lo do armário" no meio de uma atividade, revelando a sexualidade dele, apenas para ver a reação das demais.

O próprio participante falou sobre o receio em ser aceito justamente por causa de sua heterossexualidade em mais de um depoimento, mas sempre frisou que esperava ser acolhido por uma comunidade conhecida por celebrar as diferenças e combater o preconceito.

RuPaul, ao menos, se esforça para trazer um novo trauma à tona diante da imensa lista de questões que já explorou. Entre os mais lembrados pelo público, estão Roxxxy Andrews revelando que foi abandonada pela própria mãe em um ponto de ônibus quando criança, a prisão de Latrice Royale e a dependência química de Katya.

Conheça Maddy Morphosis, primeiro homem cis hétero de Drag Race:


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Web Stories

+
Novela Pantanal: Saiba quem é Bella Campos, atriz que interpreta a MudaA Favorita: Veja 7 atores da novela que sumiram da GloboPão Pão, Beijo Beijo chega no Viva 39 anos depois: Quais atores já morreram?Resumo de Pantanal: Madeleine sofre tragédia, e Bruaca se choca com podridão do maridoGkay já fez harmonização facial? Veja antes e depois da influenciadora

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas