Claudia Di Moura

'Virei artista por causa do preconceito da igreja', diz atriz negra de Segundo Sol

Reprodução/TV Globo

Zefa (Claudia Di Moura) em cena de Segundo Sol; atriz estreia na TV aos 53 anos - Reprodução/TV Globo

Zefa (Claudia Di Moura) em cena de Segundo Sol; atriz estreia na TV aos 53 anos

MÁRCIA PEREIRA, no Rio de Janeiro - Publicado em 13/06/2018, às 05h44

Claudia Di Moura faz sua estreia em uma novela aos 53 anos. Baiana e negra, ela foi selecionada para viver a Zefa de Segundo Sol após uma pesquisa da produtora de elenco Vanessa Veiga, que cadastrou 400 atores negros na Bahia. Em meio à polêmica da falta de representatividade na trama, Claudia afirma que faltam negros em todos os setores da dramaturgia e revela que foi o racismo que a levou para os palcos.

"Virei atriz por causa do preconceito da Igreja Católica. Eu sempre quis ser anjo da igreja, e nunca pude ser. Sempre era a primeira menininha a chegar para colocar meu nome na lista e diziam que estava lotada. Eu cansava de chegar primeiro, madrugava. Aí, para compensar a minha tristeza, eles me davam uma poesia para declamar. Eu colocava a dor de não ser anjo aí", desabafa a estreante.

Claudia pegou gosto pela "tribuna" e chega ao horário nobre da TV após 34 anos de carreira no teatro. O debate inflamado pelas redes sociais sobre racismo antes mesmo do início da trama é algo que permeia a vida da atriz.

"Não tem negros escrevendo. O branco não pode falar da dor do negro, o branco nasceu salvo. É por isso que a gente luta. É para termos diretores negros, escritores negros, dramaturgos negros, apresentadores negros", declara.

Claudia diz que o negro sente falta de se reconhecer na TV. Afirma que a Bahia negra vai além de Lázaro Ramos, astro da Globo, bem-sucedido no teatro e no cinema. 

Claudia Di Moura, Fabrício Boliveira, Odilon Wagner, Cássia Kis e Caco Ciocler (João Cotta/TV Globo)

"Atrás de Lázaro tem uma renca. Tem grandes artistas bons, pretos ou não, porque o manifesto é pelo artista baiano", fala. 

Quem vê Claudia como Zefa não imagina o tom de voz firme e seguro que ela imprime ao falar sobre o assunto. Em Segundo Sol, sua personagem é submissa até no jeito de falar. Mesmo tendo sido o grande amor de Severo (Odilon Wagner) e tido com ele um filho branco e outro negro, ela o chama de senhor até quando eles estão falando da relação que tiveram.

Zefa é a empregada que deu amor a Edgar (Caco Ciocler), o filho que entregou para Claudine (Cássia Kis) criar como se fosse seu. É a mulher que o ocupa o posto de mãe de Manuela (Luisa Arraes), a menina adotada pela família rica.

"Eu costumo dizer que ela é uma mulher que tem uma alma encharcada de amor. Uma mulher que pensa com o útero, uma mulher que passa a vida inteira com as mãos estendidas para a amizade, o amor e a criação dos filhos."

E ela acha que essa mulher ainda existe nos dias de hoje? "Embora esteja cada vez mais difícil a gente ver pessoas abdicando da sua vida para cuidar do outro, existe."

Severo se mostra cada vez mais sem escrúpulos, mas o autor João Emanuel Carneiro pretende mostrar que ele foi um homem que amou de verdade Zefa. Filho de fazendeiros, ele não pôde viver esse amor e foi obrigado a se casar com uma mulher da mesma classe social. Isso, porém, não mudará o rumo da guerra que começa a ser traçada por pai e filho na novela.

Roberval (Fabrício Boliveira) começou sua vingança e conseguirá ver os Athayde na pindaíba já nos próximos capítulos. O personagem não perdoa a mãe por ter escolhido ficar com os patrões em vez dele. Isso porque o empresário sequer imagina que Edgar também é filho de Zefa com Severo. 

"Ela acredita que ali [na mansão] está a família dela. Não sei se por imaturidade ou ingenuidade, ela tirou de Roberval o direito que seu outro filho, Edgar, teve. Ainda há  muita coisa para acontecer, a novela está só no começo", despista a atriz.

Últimas de Segundo Sol

Resumos semanais

Resumo da novela Segundo Sol: Capítulos de 17 a 25 de agosto

Sexta, 17/8 (Capítulo 83)
Roberval e Edgar brigam. Doralice se diverte com o fato de Naná ter dois namorados. Beto acusa Karola de chantagear Luzia. Cacau se anima com uma viagem de trabalho de Edgar, que sofre por não ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

 

+ Lidas

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook