Novela das nove

Velho Chico: Possuído pelo espírito do pai, Cícero tem duelo final com Santo

Fotos Divulgação/TV Globo

Domingos Montagner (Santo) ficará na mira de Marcos Palmeira (Cícero) em Velho Chico  - Fotos Divulgação/TV Globo

Domingos Montagner (Santo) ficará na mira de Marcos Palmeira (Cícero) em Velho Chico

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 13/07/2016, às 06h10

Com sangue nos olhos, Cícero (Marcos Palmeira) terá um duelo final com Santo (Domingos Montagner) em Velho Chico. O jagunço vai se declarar para Tereza (Camila Pitanga) e ouvirá da boca dela que não tem chance. Seu ódio será fomentado até ele flagrar o agricultor com a filha do coronel. Cícero partirá para matar o rival e sentirá o espírito de seu pai, Clemente (Julio Machado), lhe possuindo e o estimulando a lutar. O fantasma duvidará de sua coragem para acabar com o agricultor. No final, no entanto, Cícero suspenderá a "jura de morte", deixando Santo ser feliz com Tereza.

Durante toda a sequência, a direção da novela manterá um clima de suspense. Vai parecer que Cícero matou Santo, pois o público verá o jagunço com a arma apontada para cabeça do presidente da cooperativa, e um tiro ecoará na caatinga. Tereza gritará, trancada em um depósito por Cícero. Ele surgirá para tirá-la do local e levará uns tapas. A filha de Afrânio deduzirá que ele matou o amado.

Só aí o telespectador também descobrirá o desfecho do duelo. Cícero aceitará que Santo e Tereza se amem e que o destino deles é ficar juntos. As cenas estão previstas para irem ao ar no dia 30.

Flagrante

Após o flagrante, Cícero trancará Tereza em um depósito e partirá atrás de Santo. Sem arma, o presidente da cooperativa ficará na mira do rival sem poder se defender. "Num preciso nem de motivo pra lhe matá",  afirmará o filho de Doninha (Suely Bispo). "Num tô falano de motivo, tô perguntano se vâmo resolvê isso como macho ou se você vai me matá feito um mofino, escondido atráis de uma arma", indagará Santo.

Cícero dirá que a conversa de Santo não adiantará nada. "Então, cumpra! Faça o mando de seu dono que se esconde atrás de você, como você se esconde atráis dessa arma", falará o agricultor. "Tô aqui por mando de ninguém, não! Tô aqui é por amor", afirmará o jagunço. O pai de Olívia abrirá os braços e dirá que está pronto para abraçar seu destino.

Julio Machado (Clemente) na primeira fase da trama

Nisso, o roteiro prevê que Clemente fale com Cícero. "Tá aí o mal’adiçoado, Ciço", sussurrará o espírito do braço direito do Saruê (Antonio Fagundes). Ao mesmo tempo, Santo dirá que nem lhe matando, o amor que ele sente por Tereza será arrancado de seu peito. Cícero grudará o cano da arma no peito do rival. "Duvido", dirá Clemente.

O roteiro indica que Clemente erguerá a mão do filho, mas Santo não verá o fantasma. "Nóis dividímo esse sentimento, e eu sei a dor que ele traz. Senti essa raiva que você tá sentindo agora, sei o quanto que dói. Por isso, não te julgo por querê me matá. Talvez, no seu lugá eu ia querê o mesmo", dirá Santo. 

Cícero hesitará. Clemente soprará em seu ouvido, rindo. "É claro que ia. Agora ele vai tentá te fazê desisti, porque ele viu nos seus olhos que você tá com medo, Ciço", dirá o espírito. Clemente continuará rebatendo as frase do agricultor, sempre dizendo que ele quer manipular e enganar o filho.

Por último, Cícero engatilhará a arma. "Você não vai tomá ela de mim ôtra veiz. Não vô perde Tereza pr’ocê ôtra veiz", gritará o jagunço. "O ódio que você sente hoje é maior que o amor que você sentiu por ela um dia. Amo Tereza mais do que tudo! Amo tanto que deixei ela seguí longe de mim quando acreditei que era vontade dela. Amo tanto que prefiro sofre até o último dia de minha vida, do que fazê ela infeliz", vai declarar o agricultor, fechando os olhos para morrer. 

"O estampido de um tiro espouca pelo ermo da caatinga, fazendo um anu negro que estava pousado sobre a capelinha de Clemente bater asas e voar", orienta o roteiro entregue aos atores. Depois de soltar Tereza, Cícero contará o que aconteceu, lembrando da mão trêmula e dos sopros do pai em seu ouvido. O desfecho, então, será mostrado.

"Mate ele, mate e acaba com isso de vez", dirá Clemente, pesando a mão no ombro no filho e apertando a arma com força na direção da testa de Santo. Só que Cícero conseguirá subir a mira o suficiente para desviar antes do tiro sair. 

"Sua alma tava encomendada há muito tempo, Santo dos Anjos. Te matá foi tudo que mais quis nessa vida. E errei meus caminho esperâno esse dia chegá, mais se eu te matá agora é porque ocê tá certo, e é porque seu amô por Tereza era maior que o meu. E isso ele num é! Vô suspendê sua jura de morte enquanto ocê fizé Maria Tereza feliz", concluirá o jagunço. 


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Últimas de Velho Chico

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook