Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Tiro acidental

Tragédia em Orgulho e Paixão: Gaetano é assassinado pelo próprio filho

Reprodução/TV Globo

Gaetano (Jairo Mattos) morrerá com um tiro na barriga em cena de Orgulho e Paixão - Reprodução/TV Globo

Gaetano (Jairo Mattos) morrerá com um tiro na barriga em cena de Orgulho e Paixão

REDAÇÃO

Publicado em 3/9/2018 - 7h08

Uma discussão entre Virgílio (Giordano Becheleni) e Ernesto (Rodrigo Simas) terminará com a morte de Gaetano (Jairo Mattos) em Orgulho e Paixão. O vilão puxará a arma durante a briga com o irmão, e o pai, ao tentar separar os filhos, levará a pior. Arrasado, o marido de Ema (Agatha Moreira) sofrerá ao se culpar pelo fim trágico da confusão.

Gaetano chegará de surpresa no galpão em que o capanga de Xavier (Ricardo Tozzi) estará para tentar se reaproximar do filho. "Não seja desalmado! Tua mama e eu sentimos falta de tu, ingrato! Largue isso aqui. Te arrumo uma lavoura, um trabalho decente", implorará o pai.

Ernesto aparecerá em seguida ao local para cobrar satisfações sobre os serviços que o irmão fez a mando do vilão. "Virgílio! Desgraçado! Você tentou matar Elisabeta [Nathalia Dill] e Darcy [Thiago Lacerda], torturou Mariana [Chandelly Braz]?! Confessa, bandido, confessa!", esbravejará o mocinho.

Encurralado, Virgílio puxará uma arma para o irmão, e Luccino (Juliano Laham) se colocará na frente de Ernesto para defendê-lo. "Mios bambinos... Não!", gritará Gaetano, ao ver os três filhos envolvidos na cena. O patriarca italiano pulará em Virgílio no momento em que um tiro será ouvido.

Ernesto reagirá desesperado, tentará socorrer Gaetano e colocará a cabeça do pai em seu colo. "Pai, pai, fala comigo!", suplicará ele, ao ver que ele levou um tiro na barriga. Luccino procurará algum sinal de vida no personagem de Jairo Mattos.

"Olha só o que você fez com nosso pai! Animal!", xingará Ernesto. Perturbado, Virgílio olhará pela última vez o corpo de Gaetano e fugirá. "Calma, pai, respira. Vou buscar ajuda", afirmará Luccino.

"Não há mais tempo. Cuidem da mama", pedirá o italiano baleado, antes de respirar pela última vez. "Não, não pode ser! Tem que ter um jeito! Vou chamar Rômulo [Marcos Pitombo]! Ele vai salvar o pai", falará o personagem de Rodrigo Simas.

"Ernesto! Ernesto espera!", gritará Ema, tentando conter o marido. "Não tem mais jeito, irmão... Acabou", constatará Luccino, consternado.

Após a tragédia, Ernesto chorará nos braços da Baronesinha, se sentindo culpado pela morte de Gaetano. "Sou a maior vítima de mim mesmo. Olha o que acabei causando", dirá ele. "Você não causou nada, meu amor. E se alguém tem responsabilidade aqui, é Virgílio. Seu irmão apontou a arma pra você", consolará Ema.

"E matou nosso pai! Éramos incompatíveis, seu Gaetano e eu. Mas eu aceitava o que ele tinha de amor pra me doar, do jeito dele", completará Ernesto, aos prantos.

As cenas estão previstas para ir ao ar a partir do próximo sábado (8) em Orgulho e Paixão.

Últimas de Orgulho e Paixão


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você vai acompanhar a reprise de Império?