Machista e homofóbico

Segundo Sol: Agenor flagra Maura aos beijos com Selma e expulsa a filha de casa

Reprodução/TV Globo

Selma (Carol Faju) e Maura (Nanda Costa) vão morar juntas na novela das nove - Reprodução/TV Globo

Selma (Carol Faju) e Maura (Nanda Costa) vão morar juntas na novela das nove

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 21/06/2018, às 05h59

A homossexualidade de Maura (Nanda Costa) será escancarada em Segundo Sol. Todos no seu trabalho descobrirão que ela é lésbica após Viana (Carlos Betão) agarrá-la e levar um soco de Selma (Carol Fazu), que defenderá a namorada. Vingativo, o delegado revelará a Agenor (Roberto Bonfim) a orientação sexual da filha. O garçom irá atrás da policial, a flagrará dando beijos na sua ex-vizinha e a expulsará de casa.

A confusão acontecerá na delegacia em que Maura trabalha. Depois de bater no delegado, Selma será presa. Para soltá-la, a personagem de Nanda Costa ainda fará um acordo com o abusador. A liberdade da amada em troca de não registrar queixa dele por assédio.

Antes do acerto, Viana irá ao restaurante de Cacau (Fabiula Nascimento) fazer fofoca. "Eu acabei de prender a mulher dela, que me agrediu... Uma tal de Selma", dirá o delegado a Agenor.

O garçom quase enfartará. "Eu vou matar essa desgraçada! Ela que levou minha filha pro mau caminho! Eu devia ter desconfiado", esbravejará o marido de Nice (Kelzy Ecard). "Só achei que, como pai, o senhor tinha o direito de saber", falará Viana.

Agenor chegará no momento em que Selma será liberada. De acordo com o roteiro, ela estará abraçada a Maura, que estará dando "beijinhos" para confortá-la.

"Minha filha querida, justo a minha preferida! Eu me matei a vida toda de trabalhar pra lhe pagar os estudos e pra quê? Pra ver essa pouca vergonha? A maior decepção da minha vida? Uma fanchona, mulher macho, uma sapatona", gritará o garçom.

Na trama, ele é um homem machista, que trata a mulher mal. Ao Notícias da TV, o ator Roberto Bonfim definiu o personagem como um "escroto".

joão miguel jr/tv globo

Rosa (Letícia Colin), Agenor (Roberto Bonfim), Maura (Nanda Costa) e Nice (Kelzy Ecard)

Quando essas cenas forem ao ar, no dia 13 de julho, Nice já terá descoberto o romance da filha. Ela reprovará o relacionamento logo de cara, mas aos poucos aprenderá a respeitá-lo. A dona de casa tentará conter o marido e levará um safanão.

"Sapatona! Mulé macho! Tão ouvindo aí, vocês? É soldado Câmara que chamam ela, né? Pois tá correto, é um soldado, mesmo, isso aqui é macho, pega mulher! Eu devia ter desconfiado quando quis entrar pra polícia, usar farda, bota, carregar um trabuco", berrará Agenor.

Maura pedirá para eles irem para casa. "Eu fui tão burro! Ela vivia enfurnada naquela casa, achei que ela tinha um caso com o vizinho, mas era com a mulher dele, era com essa daí! A viúva do corno. Vocês que não têm o direito de esfregar essa pouca vergonha na cara de gente de bem, gente decente! O céu já desabou sobre a sua cabeça levando um inocente, na próxima Deus não vai errar", praguejará o garçom.

Maura pedirá para Selma não retrucar e ir embora. "Que decepção, Maura, quanta vergonha! Vai arder no fogo do inferno com essa doença", vai disparar o homofóbico. Nice sairá puxando o marido para casa.

Lá, ele não vai se acalmar e ainda chamará Selma de aberração. "Eu apostei minhas fichas na filha errada! Na que nasceu torta! Acha mesmo que vou aceitar essa pouca vergonha debaixo das minhas fuças? Nunca", esbravejará.

"Eu não sou mais seu pai e você não mora mais na minha casa! Ponha-se daqui pra fora! Nunca mais quero ver essa sua cara, eu lhe renego, nunca mais me chame de pai", falará Agenor, possesso. 

Apesar de estarem juntas desde o começo da trama, as personagens lésbicas ainda não se beijaram em cena. A partir daí, elas passarão a viver juntas em Segundo Sol. A policial, por enquanto, não fará nada contra o delegado que a assedia.

Leia também

 

 

Últimas de Segundo Sol

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook