DATA DE VALIDADE

Honrado com estuprador, Antonio Calloni está marcado para morrer em Éramos Seis

Raquel Cunha/TV Globo

O ator Antonio Calloni caracterizado como Júlio de Éramos Seis, com bigode e terno. Diante de um abajur colorido, ele segura um copo de bebida

Antonio Calloni será Júlio em Éramos Seis; ator deixará a nova novela depois de 48 capítulos

MÁRCIA PEREIRA e DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro - Publicado em 24/09/2019, às 05h32

Antonio Calloni já sabe que não terá um final feliz em Éramos Seis, novo folhetim das seis na Globo que estreia na segunda (30). O ator interpretará Júlio, marido de Dona Lola (Gloria Pires) que acabará morrendo no meio da trama por conta de uma grave úlcera. Será a segunda novela seguida em que o artista não conseguirá chegar até o último capítulo.

Em 2018, ele também deixou O Sétimo Guardião precocemente. Após 16 episódios, seu personagem morreu em um misterioso acidente na fonte mágica da história. Desta vez, Calloni irá mais longe: estará presente nos primeiros 48 capítulos de Éramos Seis. "Estou avançando, quem sabe na próxima não faço inteira?", diverte-se.

Mesmo deixando o folhetim pela metade, o ator de 57 anos se dedicou de corpo inteiro ao projeto. Inclusive, emagreceu para aparecer adoentado na tela. Na produção, Júlio definhará de preocupação ao assumir um polpudo empréstimo para comprar a casa que Lola tanto deseja.

"O peso de sustentar a família sozinho é algo muito sério para o Júlio. Ainda bem que hoje tudo mudou, e essa responsabilidade de só o homem ser provedor é algo até absurdo. Realmente adoece uma pessoa", pondera ele ao Notícias da TV.

Apesar de dar a própria vida para realizar o sonho da mulher, Júlio não deve contar com a torcida feminina para que a autora Angela Chaves mude os rumos da produção. Afinal, o personagem trairá Lola com uma dançarina, Marion (Ellen Rocche). "A relação entre os dois não é puramente sexual, ele precisa de alguém para desabafar sobre o que acontece em casa. Tem um companheirismo", adianta.

Nem mesmo Calloni acredita que o público vá aceitar a infidelidade de Júlio. "Na época, era comum o homem dar suas saidinhas, e a mulher fingia que tudo bem. Fazia parte. Hoje não. O machismo ainda está muito presente, mas olha só como a situação mudou", pondera ele.

O ator, porém, gostaria de ver mudanças mais rapidamente. Foi para combater o machismo que aceitou o papel mais polêmico de sua carreira, o do médico estuprador Roger Sadala (baseado em Roger Abdelmassih) na minissérie Assédio. "Foi uma honra ter feito parte dessa história para discutir um tema tão árduo. Quanto mais a gente debate isso, mais rápido tem a chance de resolver", conclui.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações exclusivas de Éramos Seis e de outras novelas!

Últimas de Éramos Seis

Resumos semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 24 a 27 de março

Terça, 24/3 (Capítulo 151)
Isabel comemora a presença de Lola. Inês teme a proximidade de Lola e Leon. Olga e Zeca se preparam para sua viagem de navio. Lola se sente desconfortável na casa de Isabel e Felício, e ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual reprise da Globo você mais quer ver?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook