Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO

No Limite: Patrícia vê 'oportunismo' de Ninha por levantar bandeira racial

REPRODUÇÃO/GLOBOPLAY

Montagem com Patrícia Tomé e Ninha Santiago em No Limite 6

Patrícia Tomé e Ninha Santiago; eliminada do No Limite 6 viu oportunismo em fala da fotógrafa

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 27/5/2022 - 18h14

Patrícia Tomé não gostou de ver Ninha Santiago usar a questão racial durante as articulações de voto em No Limite 6 (Globo). Nesta sexta-feira (27), a funcionária pública afirmou que a fotógrafa foi "oportunista" ao dizer que não votaria em uma mulher negra.

"Fiquei um pouco chocada com a coragem que certas pessoas têm de perder o limite das palavras. Me assustei quando vi a Ninha mentindo que eu fazia muito pouco na tribo. Fiquei chocada com o comentário dela falando que não votaria numa mulher preta, achei desnecessário e oportunista", disse Patrícia.

"Ela estava se sentindo ameaçada pelo Leo[nardo Correa] e precisava juntar votos, não teve nenhuma outra razão. Ela não deixou de votar em mim para votar nele por conta de princípios", continuou.

Em entrevista enviada pela Globo à imprensa, a última eliminada do reality show de sobrevivência expôs sua desavença com a fotógrafa: "Nunca deixei de ser o alvo de Ninha. Ela queria votar em mim já desde o primeiro Portal. Conseguia ver isso nas atitudes dela para comigo, de muita antipatia, agressividade, deboche. E quando eu dei a real nela, ela não conseguia nem se defender porque sabia que era verdade".

"A minha maior oponente foi a Ninha, mas não sei o porquê. E também não estou muito interessada em saber. Ela nunca olhou na minha cara para conversar comigo na tribo, nunca fez questão nenhuma, e percebi que ela era uma pessoa com quem não convinha fazer amizade. Eu a tratava com muito respeito, muita educação, ela nunca vai ter nada para falar de mim. Aguentei muita coisa dela: perseguição, mentira, deboche, implicância. Desde o primeiro dia ela não parou. Só parou quando viu que eu não ia gastar energia brigando", complementou.

Planta dentro do jogo, Patrícia deixou sua torcida para outro integrante apagado da Tribo Sol, Clécio Barbosa: "Quando saí da tribo, vi nele o sentimento de injustiça. Ele estava ali para viver, dar o melhor dele. Eu me identifiquei muito com ele".


Saiba tudo que está rolando nos reality shows com o podcast O Brasil Tá Vendo:

Ouça "#79 - Cinco motivos para assistir ao Power Couple (e dois para passar longe)" no Spreaker.


Últimas de No Limite 6

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.