Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

HOTEL TRANSILVÂNIA 2

Sem direito de exibição, Record anuncia animação e leva olé da Globo

Divulgação/Sony Pictures

Personagens da animação Hotel Transilvânia 2

Cena da animação Hotel Transilvânia 2: anunciada pela Record, mas na grade da Globo de quarta (6)

PIERO VERGÍLIO

pierovergilio@gmail.com

Publicado em 5/1/2021 - 16h59
Atualizado em 5/1/2021 - 19h44

Anunciada no Jornal da Record em julho de 2020 como um dos títulos comprados da Sony Pictures, a animação Hotel Transilvânia 2 (2015) só deve estrear na emissora de Edir Macedo no ano que vem. A Globo deu um olé na rival e vai exibir o filme na Sessão da Tarde desta quarta-feira (6).

Ao tomar conhecimento da programação de filmes da Globo para esta semana, a reportagem do Notícias da TV pediu esclarecimentos às duas emissoras sobre os direitos da animação. A Record, via assessoria, disse que não iria se pronunciar. A Globo, por sua vez, assegurou que "tem a exclusividade sobre o filme, em TV aberta, até o final de 2021". 

Exibida apenas uma vez em televisão aberta --na Temperatura Máxima de 15 de abril de 2018, quando alcançou 17,4 pontos de média--, Hotel Transilvânia 2 mostra como Drácula reage a gravidez de sua herdeira, Mavis, que se casou com um humano. A versão original conta com as vozes de Adam Sandler e Selena Gomez. Veja um trailer do filme:

Veja também o trecho do Jornal da Record que anunciou a exibição de Hotel Transilvânia 2. O terceiro filme da franquia, Férias Monstruosas, deve estrear na emissora em breve:

Reincidência e coincidência

O fato de alguns títulos terem migrado da concorrência ajuda a explicar o motivo pelo qual a Record ainda não tem os direitos sobre todos eles a curto prazo: há uma janela, assegurada pelo antigo contrato entre a Sony e a emissora rival, que deve ser respeitada.

Não é a primeira vez, inclusive, que essa situação acontece. Em 9 de agosto do ano passado, a Globo escalou o filme O Sequestro do Metrô 1,2,3 (2009) -- que também foi divulgado na chamada da concorrente-- na sessão Cinemaço.

É interessante observar também que uma coincidência marcou a tarde de 27 de dezembro, último domingo de 2020. Quase que simultaneamente --com uma diferença de poucos minutos-- Globo e Record exibiram diferentes versões da história de Godzilla. No Cine Maior, foi ao ar a produção de 1998, protagonizada por Matthew Broderick, enquanto a Temperatura Máxima exibiu o filme de 2014, com Aaron Taylor-Johnson.

Mix de inéditos e reprises

Na edição de 25 de julho de 2020, o Jornal da Record celebrou a formalização do acordo entre Record e Sony. Na ocasião, a emissora ressaltou que havia adquirido "superproduções ganhadoras do Oscar e ainda inéditas na TV aberta". 

Entre os mais de 60 títulos adquiridos, alguns deles nunca haviam sido transmitidos na TV aberta. Por outro lado, há aqueles que já haviam se transformado em "clássicos da Sessão da Tarde". É o caso, por exemplo, da primeira trilogia do Homem-Aranha, protagonizada por Tobey Maguire, que estreou na Record em 26 de julho.

O acordo com a distribuidora pode dar um novo fôlego às sessões de cinema da Record. São comuns os casos de filmes repetidos a exaustão. Antes de dezembro, o próprio Godzilla, de 1998, já tinha sido exibido pela emissora em 30 de agosto. Agora, os fãs da sétima arte ficam na torcida para que o intervalo entre as reprises fique um pouco mais longo.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou dos participantes do BBB21?