BOLA QUADRADA

Insatisfeita, Fox demite vice-presidente comercial em plena Copa do Mundo

Divulgação/Fifa

Jogadores da Sérvia lamentam gol marcado por Paulinho, do Brasil, na quarta; Copa ruim para a Fox - Divulgação/Fifa

Jogadores da Sérvia lamentam gol marcado por Paulinho, do Brasil, na quarta; Copa ruim para a Fox

DANIEL CASTRO - Publicado em 29/06/2018, às 05h31

Insatisfeita com o faturamento de seus canais no Brasil, principalmente com a Copa do Mundo, a Fox demitiu nesta semana o vice-presidente da área comercial, Arnaldo Rosa. O profissional estava no cargo desde 2015 e acabou pagando pelo não cumprimento de metas anuais e pela dificuldade para vender o Mundial da Rússia a anunciantes. A Fox investiu pesado nos direitos de transmissão e na contratação de comentaristas, mas não conseguiu comercializar todas as cotas de patrocínio do evento.

Os dois canais Fox Sports iniciaram a cobertura da Copa da Rússia, antes de a bola rolar, com apenas três patrocinadores. Na última hora, fechou com mais dois _especula-se no mercado que só conseguiu realizar a negociação com a concessão de generosos descontos. Ainda há uma cota disponível _que não será mais vendida.

O Notícias da TV apurou que executivos da Fox nos Estados Unidos ficaram frustrados com o desempenho da filial brasileira. Esperavam um lucro muito maior com o principal evento do futebol mundial. O ano fiscal para a Fox termina neste sábado, 30. É quando se avaliam os resultados anuais. Procurada, a Fox não comentou o assunto.

Além dos direitos de transmissão, a Fox investiu na contratação de repórteres, entre eles Abel Neto, ex-Globo, e narradores, como Téo José, ex-Band, que apresenta o programa Debate Final - Especialistas, nas noites de quarta-feira.

O time de convidados para a cobertura da Copa, seja durante as transmissões ao vivo ou nos programas temáticos, é estelar. O apresentador e dramaturgo Jô Soares encabeça o time, que tem ainda os técnicos Abel Braga, Vanderlei Luxemburgo, Carlos Alberto Parreira (aposentado), Paulo Roberto Falcão e Jair Ventura.

A Fox também realizou um concurso para escolher narradoras para o Fox Sports 2, que nas duas primeiras rodadas da Copa investiu em uma cobertura alternativa, só com mulheres. A iniciativa, no entanto, não fez sucesso. Entre os canais que estão exibindo o Mundial, o Fox Sports é o menos visto.

Mas não foi por baixa audiência ou incompetência que a Fox teve dificuldades para vender as cotas de patrocínio da Copa do Mundo. O mercado publicitário atravessa uma de suas piores crises. A ESPN ficou sem os direitos do Mundial. A Band teve que desistir da Copa porque não conseguiu viabilizar a transmissão comercialmente. Os anunciantes mais poderosos fecharam com a Globo, e não sobrou muita verba para TV no mercado.

Arnaldo Rosa, o executivo demitido nesta semana, era responsável pela comercialização dos espaços comerciais dos canais Fox, Fox Sports, Fox Life, FX e NatGeo. Ele tem mais de 30 anos de experiência e passou pelas editoras Caras, Globo e Três. Antes da Fox, trabalhou nas empresas que viabilizaram o festival de música SWU e shows de Iron Maiden, Bruno Mars e Justin Bieber.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook