Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ECONOMISTA ELEITO

Globo inclui banqueiro em Conselho dominado pela família Marinho; saiba mais

DIVULGAÇÃO/GLOBO

João Roberto Marinho, Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho em foto da Globo

Roberto Irineu Marinho (centro) com os irmãos: João Roberto Marinho e José Roberto Marinho

VINÍCIUS ANDRADE

vinicius@noticiasdatv.com

Publicado em 8/7/2022 - 14h53

O Conselho de Administração da Globo teve um novo membro anunciado nesta sexta (8). O economista e empresário Rodrigo Xavier, com experiência de três décadas no mercado financeiro, ocupará uma das oito cadeiras de comando da empresa. Ele é o primeiro conselheiro independente da companhia dominada pela família Marinho.

"Não houve mudanças no controle das empresas, nem na atuação do Conselho, que tem, entre as suas missões, a de direcionar a estratégia dos negócios, zelar pela manutenção dos valores e da Essência Globo e aprovar os planos de negócios com vistas ao futuro, garantindo melhor retorno dos investimentos", informou a Globo, em nota.

O Conselho de Administração da Globo tem João Roberto Marinho na presidência, Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho como vice-presidentes, e Paulo Marinho, Roberto Marinho Neto, Alberto Pecegueiro e Jorge Nóbrega como conselheiros, além do novato Rodrigo Xavier.

A Globo ainda planeja eleger em breve um segundo conselheiro independente, que é alguém sem relações familiares, de negócios, de interesses ou de relevância societária com a organização. É uma estratégia de governança bem vista pelo mercado.

João Roberto Marinho, presidente do Grupo Globo e do Conselho de Administração, explicou a mudança:

Nosso modelo de governança está em permanente aprimoramento. A iniciativa de eleger agora um conselheiro independente e de já estar preparando a vinda de um outro, com expertises complementares, faz parte dessa evolução, assim como a criação de novos comitês de assessoramento.

"Guiado pelos princípios da Essência Globo, que define a visão e os valores do Grupo Globo, o Conselho tem participado ativamente da definição das diretrizes estratégicas das empresas, com foco na transformação digital e na relação direta com o consumidor. Tem acompanhado também os compromissos da Agenda ESG 2030 da Globo, da qual fazem parte políticas de incentivo à diversidade e à inclusão", disse o executivo.

Segundo a Globo, também foram criados novos comitês de assessoramento. João Roberto Marinho continua à frente do Conselho Editorial, responsável por discutir e propor orientação e alinhamento em questões editoriais, e do Comitê Institucional, que tem o papel de acompanhar e propor linhas de atuação para as relações institucionais do grupo.

Jorge Nóbrega (ex-presidente da Globo) responde pelo Comitê de Compliance, Proteção de Dados Pessoais, Auditoria e Riscos e, além desses, o Conselho de Administração do Grupo Globo passa a contar com o Comitê de Pessoas, Cultura & ESG, a cargo de Alberto Pecegueiro (ex-chefão da antiga Globosat), e com o Comitê Digital & Inovação, comandado por Roberto Marinho Neto, em estruturação.

Para apoiar toda essa evolução, o Conselho de Administração conta com uma diretoria de Governança, liderada por Manuela Mattos.

Rodrigo Xavier, conselheiro da Globo

Rodrigo Xavier, o novo conselheiro da Globo

Quem é Rodrigo Xavier?

O primeiro conselheiro independente da Globo tem três décadas de carreira no mercado financeiro: foi sócio sênior do Banco Pactual, CEO do banco UBS Pactual, sócio fundador da Vinci Partners e CEO e Chairman do Bank of America Merrill Lynch para o Brasil.

De acordo com a Globo, "atualmente ele é socio de dois fundos de Venture Capital com foco no Brasil e no Vale do Silício e é também co-Chairman da HPX Corp, primeiro Spac com foco no Brasil listado na Bolsa de Nova York".

Xavier é formado em Economia pela Universidade de Brasília, pós-graduado em Economia Internacional no Japão (Tohoku e Fukushima Universities) e tem MBA por Thunderbird (Arizona State University).


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.