Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Concorrência

Esporte Interativo anuncia contrato com 13 clubes para exibir futebol na TV paga

Divulgação/Esporte Interativo

Edgar Diniz, presidente do canal Esporte Interativo, durante anúncio de contratos - Divulgação/Esporte Interativo

Edgar Diniz, presidente do canal Esporte Interativo, durante anúncio de contratos

FERNANDA LOPES

Publicado em 19/4/2016 - 19h27

A partir de 2019, o Esporte Interativo passará a transmitir na TV paga jogos do Campeonato Brasileiro de futebol, mercado dominado há quase duas décadas pelo SporTV, da Globosat. Nesta terça-feira (19), o canal do grupo Turner anunciou ter fechado contrato com 13 clubes, entre eles Santos, Internacional, Ponte Preta, Atlético Paranaense e Coritiba. O Esporte Interativo também concluiu acordos com times da Série B (Bahia, Ceará, Joinville, Sampaio Corrêa, Paysandu, Paraná Clube e Criciúma) e da Série C (Fortaleza), mas diz que só exibirá jogos da Série A. O acordo valerá de 2019 a 2024.

Os direitos do Esporte Interativo se limitam às transmissões exclusivas de jogos entre esses times (e os demais que vier a fechar). O canal não poderá exibir, por exemplo, uma partida entre Santos e Flamengo, que já acertou com a Globo. Para 2019, a previsão é de que 76 jogos sejam transmitidos. A mesma regra valerá para o SporTV: o canal não poderá transmitir, por exemplo, Santos x Internacional.

Para vencer a concorrência com o SporTV, o Esporte Interativo oferece vantagens financeiras. Segundo o presidente do canal, Edgar Diniz, o investimento chegará a R$ 550 milhões por ano, divididos entre os times contratados que estiverem disputando a Série A _ele prevê que serão no mínimo sete. Os clubes serão remunerados da seguinte maneira: 50% em valor fixo, 25% pelo desempenho no campeonato e 25% pela audiência que proporcionar. O Esporte Interativo afirma que alguns clubes poderão receber até nove vezes mais do que ganhariam da Globosat.

"A gente tem uma filosofia muito clara e forte de que, se o espetáculo melhorar, o nosso produto de transmissão melhora. E estamos dispostos a pagar mais caro por um produto melhor", disse Diniz em evento nesta terça (19), no Museu do Futebol, em São Paulo.

A GloboSat já fechou contratos a partir de 2019 com Corinthians, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo, Cruzeiro, Atlético-MG, América-MG, Grêmio, Sport, Vitória, Chapecoense, Náutico, Avaí, Goiás e Londrina.

Ultradefinição no futebol

O Esporte Interativo pretende fazer a primeira transmissão de um jogo entre times brasileiros na TV fechada em tecnologia 4K, que oferece uma definição de imagem quatro vezes superior à alta definição (HD). O canal também irá reforçar a equipe, informar naming rights (estádios que têm nomes de patrocinadores, como Allianz Parque, do Palmeiras) e exibir partidas em horários diferentes dos praticados hoje  _mais cedo, para facilitar a chegada e saída dos torcedores.

Edgar Diniz revelou ainda que a direção do Esporte Interativo pensa em investir em outros campeonatos. O canal fez propostas para times que disputam o Campeonato Paulista oferecendo valores que, para alguns clubes, chegavam a três vezes mais do que a Globosat pagaria. Acabou perdendo a disputa para a programadora da Globo.

"Eu acho que tem espaço para mais grupos [de mídia] investindo no futebol brasileiro, seja no Campeonato Brasileiro ou em outros torneios. Todos os mercados desenvolvidos são assim, e cada vez mais todos nós deveríamos tratar isso com naturalidade. Acho que, no início pelo menos, parecia alguém invadindo um território não permitido. E acho que é a concorrência natural e livre, é assim que o mercado funciona e se desenvolve", afirmou.


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?