Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CONCORRENTE DE PESO

Discovery entra na guerra do streaming; novo serviço será anunciado em dezembro

DIVULGAÇÃO/DISCOVERY

Os gêmeos Drew e Jonathan Scott em foto de divulgação do Irmãos à Obra

Os gêmeos Drew e Jonathan Scott, astros do programa Irmãos à Obra, destaque do Discovery

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 5/11/2020 - 19h48

O Discovery planeja revelar no início de dezembro os detalhes de seu novo serviço de streaming. David Zaslav, presidente e CEO da programadora, anunciou durante uma videoconferência que ela aproveitará o conteúdo próprio para competir com gigantes do ramo como Netflix, WarnerMedia, Disney+ e Amazon. O produto, que provavelmente se chamará Discovery+, ainda não tem data de lançamento definida.

Enquanto os rivais apostam mais em seriados e filmes, o Discovery tentará se diferenciar por meio de seus programas, que abordam estilo de vida, culinária e natureza. Zaslav comemorou o fato de o canal ter o poder de negar produtos como Largados e Pelados e Irmãos à Obra à concorrência. Também está nos planos adicionar à plataforma conteúdo de esportes e notícias.

"Temos um caminho definitivo para impulsionar o engajamento, um acervo incomparável de marcas queridas e conteúdo voltado para estilo de vida, que oferecerá suporte a uma lista de conteúdo exclusivo. Tudo culminando em uma plataforma global. As pessoas não vão dizer: 'Ah, não, mais 50 mil horas de conteúdo'. Elas dirão: 'Essas são as coisas que eu amo'", apostou o presidente da empresa.

Outro ponto positivo, na visão do empresário, é a globalização da marca que a distribuição do conteúdo em escala global promoverá. O Discovery, lembrou Zaslav, tem em seu catálogo programas restritos para alguns mercados. "Temos mantido nosso conteúdo para este momento há muito tempo.”

É claro que o que vem dando certo em outras plataformas será copiado. Zaslav expressou admiração pela forma como o Disney+ fideliza seus clientes e deseja repetir essa abordagem no streaming do Discovery. "Sou um cara mais velho, de TV a cabo. Quando as pessoas assistem à TV a cabo, funciona por causa da curadoria. Todos têm seus canais favoritos", disse. 

O Discovery, que entra tardiamente na guerra dos streamings, pretende mesclar a sua monetização com anúncios e assinaturas. Zaslav disse que a empresa deseja encontrar uma maneira correta de equilibrar isso.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?