Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PRÁTICA ILEGAL

Site pornô vira streaming pirata com sucessos do cinema; tem até Coringa

DIVULGAÇÃO/WARNER BROS.

Cena com o personagem Arthur Fleck, o Coringa (Joaquin Phoenix), com a expressão fechada

Líder de indicações no Oscar, Coringa (com Joaquin Phoenix) foi pirateado e está disponível em site pornô

VINÍCIUS ANDRADE

Publicado em 7/2/2020 - 5h05

Site com conteúdo pornográfico mais acessado no Brasil e nos Estados Unidos, o Xvideos se transformou também em uma plataforma de streaming para piratear sucessos do cinema. Disponilizado de forma ilegal por usuários, o "catálogo" apresenta opções variadas, inclusive Coringa, longa que lidera as indicações ao Oscar 2020.

O site funciona como um YouTube da pornografia. Ao se cadastrar e criar uma conta, o internauta pode fazer upload de vídeos. O espectador pode assistir de graça sem fazer login nem baixar nada: é só dar o play. Antes da exibição de alguns materiais, aparecem propagandas obrigatórias durante cinco segundos.

Até animações da Disney e da Pixar, como WiFi Ralph, estão disponíveis no site. O filme dublado em português tem mais de 170 mil visualizações e pode ser visto em alta definição.

Já Coringa é disponibilizado por dois usuários diferentes no Brasil. Um deles colocou como título "Filme do Coringa em 1080 pixels - dublado gostoso" e já conta com mais de 270 mil visualizações. O outro foi visto mais de 165 mil vezes. O longa protagonizado por Joaquin Phoenix concorre em 11 categorias no Oscar 2020, incluindo melhor filme, ator e diretor.

rEPRODUÇÃO/XVIDEOS

Página do Xvideos com o filme Coringa em alta definição: mais de 270 mil visualizações

Há ainda outras opções de longas que fizeram sucesso no cinema, como Creed 2 (2019), produção mais recente da franquia de Rocky Balboa, Nasce Uma Estrela (2018), as duas versões de O Rei Leão (1994 e 2019), Homem-Aranha: Longe de Casa (2019), Shazam (2019), Deadpool 2 (2018), Godzilla 2: O Rei dos Monstros (2019) e o brasileiro Bacurau (2019).

Assim como no YouTube, se o proprietário do conteúdo fizer uma denúncia na qual reivindica os direitos autorais, o material é removido do Xvideos após análise.

Pitaria em downloads

Além de opções para assistir online, como o site pornô, usuários também procuram torrents piratas para baixar os filmes.

Ilegal, o consumo de conteúdo pirata é perigoso. De acordo com levantamento da Kaspersky, empresa global de cibersegurança, a pirataria foi a segunda causa mais comum entre os ataques de malware (software nocivo) em 2019.

Foram registrados 682 milhões de ataques no Brasil, uma média de 21 tentativas de infecção de computadores e celulares por segundo. Além disso, o estudo apontou que 41% dos brasileiros desativam os avisos e soluções de segurança para concluir um download de série ou filme pirata.

"O download e a instalação ilegal de software sustenta organizações criminosas, que lucram muito com a pirataria e o cibercrime. O melhor a se fazer é buscar alternativas acessíveis, mas legais", defende Fabio Assolini, analista sênior da empresa de cibersegurança.

"Junte um grupo de amigos e estabeleça um rodízio entre todos para assinar os serviços de streaming disponíveis. Também é possível organizar noites de maratonas para ver os filmes que não estão disponíveis online, alugando o conteúdo de dividindo o custo entre todos. Todos se divertem de forma segura e sem apoiar os criminosos da internet", aconselha o especialista.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%