Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

GUERRA DO STREAMING

Paramount+ copia Netflix e planeja lançar um filme por semana em 2022

Divulgação/Paramount+

Mark Wahlberg e Antoine Fuqua conversam no set do filme Infinite

Mark Wahlberg e Antoine Fuqua no set de Infinite; longa vai estrear exclusivamente no Paramount+ em junho

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 6/5/2021 - 15h45

O Paramount+ planeja aumentar o seu catálogo para entrar de vez na guerra do streaming. Em apresentação para revelar os resultados da plataforma no primeiro trimestre de 2021, o CEO da ViacomCBS, Bob Bakish, revelou que o serviço vai lançar um filme por semana a partir de 2022.

A estratégia é praticamente uma cópia da utilizada pela Netflix já neste ano, que tem lançado um ou mais filmes originais todas as semanas em seu catálogo.

"Francamente, não há muitos filmes no Paramount+ atualmente", admitiu Bakish. Segundo o executivo, o planejamento de um filme por semana vai incluir uma dúzia de títulos que entrarão no catálogo com a janela reduzida do cinema, como no caso de Um Lugar Silencioso: Parte 2. Os longas serão introduzidos na plataforma 45 dias após o lançamento nas telonas.

Em outros casos, os filmes virão de players que também fazem parte de divisões da ViacomCBS, como Nickelodeon e MTV Entertainment. Um exemplo citado pelo executivo de projetos que terão espaço no Paramount+ são franquias baratas e bem sucedidas, como Para Todos os Garotos, outro fenômeno da rival Netflix.

Bakish também revelou que Infinite, longa dirigido por Antoine Fuqua (O Protetor) e que terá Mark Wahlberg como protagonista, será o primeiro filme original da Paramount+ a estrear de forma exclusiva na plataforma, em junho deste ano. O título foi produzido inicialmente para os cinemas, mas irá direto para o streaming após mudança na estratégia.

"A ideia [de lançar filmes direto no Paramount+] é ter algo sempre fresco estreando na plataforma", explicou o CEO.

A ViacomCBS encerrou o trimestre de março com US$ 5,5 bilhões (R$ 29 bilhões) em caixa, com US$ 2,7 bilhões (R$ 14,3 bilhões) da venda de ações e títulos preferenciais conversíveis. O CFO Naveen Chopra adicionou que a empresa agora pode investir mais agressivamente na plataforma de streaming.

Segundo Chopra, o investimento no serviço em 2021 vai dobrar em comparação com o investido no ano passado. Ele adicionou que a ViacomCBS mantém 36 milhões de inscritos mundialmente se somados os assinantes de Paramount+, BET+ e os de outras plataformas.

O número atual é mais da metade da meta prevista pela empresa para 2024. O objetivo é atingir entre 65 e 75 milhões de assinantes pelos próximos três anos. "Nosso entusiasmo com o potencial do streaming continua crescendo cada vez mais", concluiu Chopra.


Leia também

Web Stories

+
Como Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega PegaDe Luísa Sonza a Ana Hickmann: Veja as mansões de dez famosos brasileiros

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?