Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FILME DA NETFLIX

O Divino Baggio mostra os bastidores da final entre Brasil e Itália em 1994

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Andrea Arcangeli em cena de O Divino Baggio

Andrea Arcangeli em cena de O Divino Baggio; filme da Netflix conta a história de ícone do futebol mundial

VICTOR CIERRO VIEIRA

victor@noticiasdatv.com

Publicado em 28/5/2021 - 6h45

Novo filme da Netflix, O Divino Baggio conta a história de um dos maiores jogadores italianos de todos os tempos, mas que ficou marcado por perder um pênalti na final da Copa do Mundo de 1994, entre Brasil e Itália. Das lesões ao budismo, de melhor do mundo ao responsável pelo tetracampeonato brasileiro, Roberto Baggio (Andrea Arcangeli) é a prova de que heróis também falham, pois são humanos.

O longa começa com o atacante, aos 18 anos, já vendido para Fiorentina, clube de elite italiano. Porém, em uma de suas últimas partidas pelo clube em que atuava na terceira divisão, Baggio se lesiona, e os prognósticos não são bons.

Machucado e sozinho em uma nova cidade, o jovem entra em depressão. Ele começa a questionar sua carreira no futebol, mesmo apontado como uma das maiores promessas do esporte italiano. Prestes a ser trocado para um clube inferior, Baggio acha forças na religião, mais especificamente no budismo.

Apesar de cético no início, o atacante consegue enxergar seu propósito por meio da religião e traça sua meta: ser convocado para a Seleção Italiana. Roby, como Baggio era chamado por seus conhecidos, tinha um objetivo ainda mais ousado: queria ser campeão mundial em cima do Brasil.

Seu pai, Vittorio Petrone (Thomas Trabacchi), sempre rígido com seus oito filhos, contou para o atacante que ele havia prometido, aos três anos, que seria campeão da Copa sobre o Brasil para vingar a derrota na final de 1970. O grande sonho é relembrado durante o filme da Netflix inteiro.

Após suas boas atuações, Baggio é convocado para a seleção. A trama avança seis anos, para 1994, quando a Itália vai jogar a Copa do Mundo nos Estados Unidos, liderada pelo camisa dez e melhor do mundo.

A personalidade forte do atacante começa a ser mostrada durante a competição. Nos bastidores, ele bate de frente com o treinador da seleção, Sacchi (Antonio Zavatteri), ao questionar táticas e o comportamento do técnico. A Itália passa no sufoco na fase de grupos.

Mas é na eliminatória que Baggio e a Itália começam a jogar bem. Um dos principais motivos é a chegada de sua família aos Estados Unidos para apoiar o atacante, algo que ele sempre buscou durante toda sua carreira.

Com gols e boas atuações, Baggio consegue levar a Itália para a final. E contra o Brasil. O sonho do atacante pode ser finalmente alcançado, mas ele quase fica de fora por conta de uma lesão na semifinal da competição.

No preparo para a final entre Brasil e Itália, o treinador faz o jogador chutar bolas com o máximo de força que conseguir dentro de uma sala fechada. Baggio, um pouco paranoico, acha que o técnico quer tirá-lo da decisão, mas Sacchi alega que simplesmente deseja ver a condição de seu atleta.

Após a tensão, Baggio é escalado entre os titulares para a decisão. Nos olhos do personagem vivido por Andrea Arcangel, o tempo passa voando. Até o momento em que vai bater o pênalti, tudo congela e cada segundo é uma eternidade. O resto é história: ele não consegue honrar a promessa feita ao pai e chuta para fora. O Brasil é tetracampeão do mundo.

Outros seis anos se passam. Roby ainda relembra o pênalti perdido e parece não ter mais mercado na Itália. Até que o pequeno Brescia lhe faz uma proposta, na qual ele finalmente consegue o respaldo de seu técnico e o voto de confiança de toda a equipe.

Mais uma vez, ele traça o objetivo de participar de uma Copa do Mundo. Em uma reunião com o novo técnico da seleção, recebe a promessa de que, se estiver em forma, será levado para a competição.

Baggio, então, sofre outra lesão. Agora mais velho, o atacante parece ter chegado ao fim da carreira. Mas ele tem um objetivo e não vai parar. Com a ajuda de sua família, Roby tem uma recuperação rápida. E, na sua volta aos gramados, consegue ótimas atuações.

Para a surpresa de todos, o novo técnico descumpre sua promessa e não leva o atacante, mesmo em forma, para o Mundial. O fim parece ser amargo para um jogador que passou por tantas dificuldades em sua carreira, mas a produção encontra um novo fim.

Baggio consegue finalmente conversar com seu pai sobre o relacionamento rígido entre os dois. O público descobre que, mesmo sem aparentar, Vittorio sempre apoiou seu filho. Ele admite ter inventado a história sobre a promessa de vencer o Brasil na final da Copa, só para dar uma meta ao seu filho, pois sabia da habilidade que Roby tinha.

Apesar de O Divino Baggio contar a história sobre um jogador de futebol, o esporte não é o tema principal da produção. Os lances da vida real de Baggio só são exibidos durante os créditos finais, e a lição mais importante é a de que todos erram, até os craques e heróis --até os melhores do mundo.

Assista abaixo ao trailer legendado de O Divino Baggio:


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas