Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PAUTA EM BRASÍLIA

Senado aprova isenção de tributo para Netflix, mas texto segue em análise

REPRODUÇÃO/NETFLIX

Imagem de Marco Pigossi na série Cidade Invisível, da Netflix

Marco Pigossi em Cidade Invisível, série da Netflix; Senado aprovou isenção de tributo para streamings

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 25/5/2021 - 22h12

O Senado Federal aprovou o projeto de lei que isenta empresas de streaming, como a Netflix, do pagamento da Contribuição para o Desenvolvimento da Indústria Cinematográfica Nacional (Condecine). Nesta terça-feira (25), o tema foi analisado no plenário da casa e o texto da medida passou por ajustes. Assim, o debate sobre a temática volta para a Câmara dos Deputados.

No material aprovado pelos senadores, o PLV 8/2021, as empresas de streaming não se incluem na definição de "outros mercados". Assim, companhias nacionais e internacionais desta área não precisam pagar o tributo cobrado do mercado audiovisual.

"Embora tenha causado certa controvérsia, (o dispositivo) busca apenas dar segurança jurídica aos provedores dos serviços de vídeo por demanda, inclusive aqueles que disponibilizam seus catálogos de filmes e seriados em plataformas na internet, ao serem excluídos da definição de 'outros mercados' audiovisuais, sujeitos ao pagamento da Condecine", destacou o senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO), relator do projeto.

Segundo as informações da Agência Senado, o tema ainda é debatido pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) e no Conselho Superior do Cinema, mas sem conclusão definida. O texto também reduziu encargos para empresas de internet via satélite, o que foi visto pelos políticos como um incentivo para a ampliação da conexão digital em localidades rurais e áreas remotas.

Com as alterações, o PLV volta a ser analisado pelos deputados, antes de ser encaminhado para sanção do presidente Jair Bolsonaro. No entanto, a Medida Provisória que originou o tema vence no final do mês. Assim, o assunto sairá da pauta caso não seja transformado em lei nos próximos dias.


Leia também

Web Stories

+
De Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileira

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou da saída antecipada de Faustão da Globo?