Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

O CÉU DA MEIA-NOITE

De olho no Oscar, George Clooney faz apocalipse nada bíblico na Netflix

Philippe Antonello/Netflix

Com um casaco de frio, George Clooney caminha em meio à neve, sua barba está congelada

George Clooney enfrenta temperaturas congelantes em cena de O Céu da Meia-Noite, filme da Netflix

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 23/12/2020 - 7h00

A versão bíblica do Apocalipse tem pedras de fogo que caem do céu, animais peçonhentos, terremotos e até um dragão. Na Netflix, o fim do mundo é diferente: envolve gelo, muito gelo. Pelo menos na versão de George Clooney, diretor e protagonista do filme O Céu da Meia-Noite, disponível a partir desta quarta (23) na plataforma de streaming. Queridinho dos críticos, o astro mira em mais um Oscar para sua coleção --ele já tem dois.

Baseado no livro Good Morning, Midnight, da autora Lily Brooks-Dalton, o longa tem dois focos narrativos diferentes: o primeiro mostra Augustine (Clooney) preso em uma estação no Ártico com uma garotinha que não fala, Iris (Caoilinn Springall); o segundo, no espaço, mostra a tripulação da nave Aether em sua jornada de volta à Terra após encontrar outro corpo celeste habitável.

O que os viajantes espaciais não sabem é que, desde que partiram, o planeta finalmente cedeu a séculos de exploração desenfreada por parte dos humanos e entrou em colapso de vez. Então, Augustine corre contra o tempo para avisar aos astronautas que não retornem à Terra.

Apesar de as duas narrativas parecerem desconexas --o próprio diretor diz que seu filme é meio O Regresso (2015), meio Gravidade (2013)--, O Céu da Meia-Noite constrói uma unidade coesa, com suas duas metades revezando momentos de tensão, ação, drama e até comédia.

Nada disso funcionaria se o elenco fosse ruim. Mas Clooney reuniu um time talentoso, com atores indicados ao Oscar (Felicity Jones e Demián Bichir), ao Globo de Ouro (David Oyelowo) e um vencedor do Emmy (Kyle Chandler). E Caoilinn Springall é um achado, passando emoção sem abrir a boca.

"Foi difícil só usar as emoções, sem falar. Eu lutei bastante mas consegui chegar lá. Na verdade, sou bem falante", conta a atriz mirim. "Ela nos envergonhou! Todas as cenas que fiz com ela foram em uma tomada só, e eu botei essa pressão nos outros atores (risos)", brinca Clooney em entrevista ao Notícias da TV.

No fim das contas, O Céu da Meia-Noite pega situações extremas --um frio congelante, chuva de asteroides no espaço e a proximidade do fim do mundo-- para contar uma história sobre as relações humanas e sobre a família (em suas mais variadas concepções).

E a história não poderia ter vindo em melhor hora. Afinal, em um ano no qual todos tiveram de se isolar socialmente, a necessidade de estar perto das pessoas amadas se tornou ainda maior. Mesmo que seja no espaço ou em meio ao frio congelante do Ártico.

O elenco também conta com Tiffany Boone (Hunters), Ethan Peck (o Spock de Star Trek: Discovery), Sophie Rundle (Peaky Blinders) e Tim Russ (Star Trek: Voyager). Confira o trailer de O Céu da Meia-Noite:


Leia também

Web Stories

+
Caso Evandro e A Mulher na Janela chegam aos streamings; saiba maisPróximos filmes da Marvel têm Pantera Negra e Os Eternos; confira lista completaAplauso final: Despedida de Paulo Gustavo abala família, amigos e fãsComo fênix, Juliette renasceu dentro do BBB21; relembre a trajetória da finalistaPlanta faz isso? Mesmo sem protagonismo, Camilla chega à final do BBB21

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou dos casais do Power Couple Brasil 5?