Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

REBECCA

Atriz de Cinderela sofre com 'fantasma' de ex em novo filme da Netflix

Divulgação/Netflix

Lily James em cena de Rebecca - A Mulher Inesquecível (2020)

No remake de Rebecca - A Mulher Inesquecível, Lily James precisa lidar com a memória da ex-mulher de seu amado

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 21/10/2020 - 19h49

Depois de ser atormentada pela madrasta e suas meias-irmãs no live-action de Cinderela (2015), Lily James é obrigada a conviver com a assombração do fantasma da ex-mulher de seu amado em Rebecca - A Mulher Inesquecível (2020), grande estreia desta quarta-feira (21) na Netflix.

O longa é a mais nova adaptação do livro homônimo escrito por Daphne Du Maurier (1907-1989). Antes da produção do serviço de streaming, a história de Rebecca foi levada para os cinemas pelas mãos de Alfred Hitchcock (1899-1980). Muito elogiada, a versão levou o Oscar de melhor filme em 1941.

Na trama, Lily interpreta a jovem acompanhante da megera Sra. Van Hopper (Ann Dowd), que a atormenta por ser uma órfã de classe baixa. Durante uma viagem pela Europa, elas esbarram no milionário Maxim de Winter (Armie Hammer), um belo milionário viúvo da alta sociedade britânica.

Quando Van Hopper adoece, a jovem acaba se aproximar do galã, dando início a uma ardente paixão. Decidido a não se separar da amada, Maxim a pede em casamento, tornando-a a mais nova Sra. de Winter.

Após oficializar a união, o casal se muda para a enorme mansão do ex-viúvo em Manderlay, no interior da Inglaterra. Como a trama se passa em 1935, o local é o retrato da luxuosidade da época, cheio de empregados, quartos e objetos caríssimos. Todo esse luxo é comandado pela Sra. Danvers (Kristin Scott Thomas --a melhor figura do filme), a fiel governanta da casa.

É através da presença onipresente e fantasmagórica de Danvers que a nova Sra. de Winter começa a sofrer com a nova realidade. A todo momento, a protagonista é comparada com Rebecca, falecida mulher de Maxim, citada por todos como uma mulher bela e inteligente. "Uma pessoa à altura do milionário", como diz a governanta.

Para piorar a situação, Max se revela sonâmbulo. E qual o seu lugar preferido para perambular pela casa? O antigo (e também luxuoso) quarto da ex-amada. Para a personagem de Lily, não basta sofrer com as comparações. É preciso aguentar também o "fantasma" da ex o tempo todo em seu encalço. Difícil encontrar embuste mais complicado de se livrar.

Nem só de assombração o remake é feito. A versão de Rebecca do diretor Ben Wheatley ainda encontra espaço para falar sobre relacionamento abusivo e mistérios através de reviravoltas sobre o que há por trás da relação entre Maxim e a falecida. Para uma melhor experiência, é aconselhável não buscar assistir à versão de Hitchcock. Um clássico, afinal, é um clássico.

Confira o trailer legendado de Rebecca - A Mulher Invisível:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?