Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ESTADO DE ALERTA

Globo fecha setor após maquiadora de Bonner e Renata pegar coronavírus

Reprodução/TV Globo

Os jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos na bancada do Jornal Nacional, com o logotipo do telejornal ao fundo

William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional da última sexta-feira (22): sem maquiadores

DANIEL CASTRO

dcastro@noticiasdatv.com

Publicado em 25/5/2020 - 5h25

A Globo fechou temporariamente o departamento de maquiagem do Jornalismo no Rio de Janeiro depois que dois profissionais do setor testaram positivo para o novo coronavírus, entre eles a maquiadora que atendia William Bonner e Renata Vasconcellos, apresentadores do Jornal Nacional. Outros dois maquiadores foram afastados do trabalho, um por suspeita, o outro por precaução.

Todos os profissionais dos telejornais gerados no Rio estão tendo que fazer a própria maquiagem, usando um kit exclusivo de produtos, sem compartilhá-los. A medida também afeta Ana Paula Araújo, do Bom Dia Brasil, e produções da GloboNews, além de atrações semanais, como o Fantástico.

A Globo confirma a medida e diz que ela só entrou em vigor no Rio de Janeiro. Segundo a emissora, o setor de maquiagem do Jardim Botânico será reaberto "em breve", seguindo alguns cuidados extras.

"Nossos profissionais de maquiagem usam máscara facial dupla e escudo facial e higienizam as mãos em álcool em gel antes e depois do procedimento, assim como os profissionais que precisam ser maquiados, para proteção mútua", disse em nota ao Notícias da TV.

A Globo, incluindo Globosat e Som Livre, fechou a semana passada com 366 casos de Covid-19 entre seus profissionais, dos quais 132 já se recuperaram. Não há registro de vítimas fatais. Os dados não incluem afiliadas.

Desde o início da pandemia, a emissora vem tomando uma série de cuidados. Primeiramente, suspendeu todas as produções de teledramaturgia e quase todas de entretenimento. No Jornalismo, todos os profissionais com mais de 60 anos ou que apresentam maior risco ao Covid-19 estão em home office desde o final de março.

Para os que estão na "linha de frente", a Globo instituiu kits de higienização, adotou um segundo microfone, exclusivo para o entrevistado, e, mais recentemente, determinou que todos usem máscaras, exceto os apresentadores em estúdio.

Na Record, um caso de coronavírus no departamento de maquiagem, em abril, também espalhou medo entre jornalistas e apresentadores.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?