AUDIÊNCIAS

Com eliminação do Palmeiras, Fox Sports bate a Globo e tem ibope histórico

LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA

Everton Cebolinha, do lado direito, segura a bola após marcar gol do Grêmio; atrás dele, André e Gustavo Gómez

Os gremistas André e Everton Cebolinha (à dir.) após um dos gols que eliminou o Palmeiras da Libertadores

DANIEL CASTRO - Publicado em 29/08/2019, às 12h11

A transmissão com exclusividade de Palmeiras x Grêmio, pela Copa Libertadores da América, rendeu à Fox Sports um feito histórico. O canal conseguiu bater a Globo entre o público masculino de 18 a 49 anos e cravou a maior audiência já registrada por um canal pago brasileiro, algo que nem o líder SporTV alcançara antes.

A eliminação do Palmeiras foi vista por 3,170 milhões de pessoas com TV paga em todo o Brasil. Entre o todo o público da TV por assinatura, presente em 16,7 milhões de casas no país, a Fox Sports marcou média de 15,35 pontos domiciliares, com picos de 18,25. No horário (21h30/23h28), só ficou atrás da Globo, com 27,81 pontos, que exibia A Dona do Pedaço e The Voice, dois top five de audiência.

O jogo deu mais do que o triplo da audiência do SBT (4,69 pontos), terceiro colocado na TV paga. Os dados se referem aos 15 mercados que compõem a amostra de pay-tv da Kantar Ibope. Cada ponto nesse universo equivale a 115 mil domicílios.

Entre os homens de 18 a 49 anos, que é target dos canais esportivos, a Fox Sports marcou 9,04 pontos, contra 8,22 da Globo, 1,23 do SBT e 0,67 da Record.

Os 15,35 pontos de média geral são de longe a maior audiência de um canal de TV por assinatura. Para se ter ideia de grandeza, basta lembrar que o canal líder, o SporTV, teve em maio 0,95 ponto de média das 7h à meia-noite, como noticiou o colunista Ricardo Feltrin, do UOL.

A melhor marca até então obtida por um canal pago foi conquistada pelo SporTV em julho. Com Chile x Peru, pela semifinal da Copa América, o canal cravou 7,36 pontos.

Para os cerca de 300 profissionais que trabalham na Fox Sports, a marca histórica foi muito significativa. O canal passa por um momento delicado, em que, por imposição do Cade (Conselho Administrativo de Direito Econômico), tem de encontrar um novo comprador.

O canal foi adquirido pela Disney no processo de compra da área de entretenimento da Fox. Como a Disney já tem a ESPN, o Cade não permitiu que ela ficasse também com a Fox Sports.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Carregando… Carregando...