Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESABAFO

Vencedor do Emmy, Billy Porter revela ser HIV positivo: 'Tentando ter uma vida'

DIVULGAÇÃO/FX

Pray Tell (Billy Porter) com olhar sério de óculos quadrado, chapéu vermelho e roupa com diversos adornos com fundo dourado desfocado

Pray Tell (Billy Porter) em cena de Pose; personagem na série também era soropositivo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 19/5/2021 - 13h24

Vencedor do Emmy, Billy Porter revelou ser HIV positivo há 14 anos. O ator afirmou que escondeu a informação para que não sofresse discriminação. "Estava tentando ter uma vida e uma carreira, e não tinha certeza se conseguiria se as pessoas erradas soubessem. Seria apenas outra forma de as pessoas me discriminarem", desabafou.

A declaração foi dada em uma reportagem especial da revista The Hollywood Reporter, dos Estados Unidos. O texto foi publicado nesta quarta-feira (19).

"Eu era da geração que deveria se cuidar melhor, mas isso aconteceu de qualquer maneira. Era 2007, o pior ano da minha vida. Estava no precipício da obscuridade por cerca de uma década ou mais, mas 2007 foi o pior de tudo. Em fevereiro, fui diagnosticado com diabetes tipo 2. Em março, assinei os papéis da falência. E, em junho, fui diagnosticado com HIV", contou.

Aos 51 anos, confessou que sentia vergonha pelo diagnóstico de soropositivo, principalmente pelo fato de ter crescido em família religiosa da igreja pentecostal.

"A vergonha daquela época, combinada com a vergonha que havia em minha vida, me silenciava, e há 14 anos convivo com essa vergonha em silêncio", lembrou. "Por muito tempo, todos que precisavam saber, sabiam --exceto minha mãe. Tentei pensar a respeito o mínimo que pude. Tentei bloquear. Mas a quarentena [da pandemia da Covid-19] me ensinou muito", completou.

Porter revelou ainda que o ano de 2019 foi essencial para que pudesse ter maior autoconhecimento e compreensão sobre si mesmo.

A passagem pela série Pose (2018-2021) foi importante para seu crescimento e para tomar coragem de falar sobre o assunto. Ele contou que, no último dia de gravações da terceira e última temporada, deu a notícia para sua mãe e para o restante do elenco.

O artista estrelou o drama no papel de Pray Tell, mestre de cerimônia gay e referência na comunidade LGBTQ+ da cidade de Nova York. O personagem também é soropositivo. Pelo papel, venceu o Emmy de melhor ator em série dramática na cerimônia de 2019.

"A verdade é a cura. Espero que isso me liberte para que possa experimentar uma alegria real e pura, para que eu possa experimentar a paz, para que eu possa experimentar a intimidade, para que eu possa fazer sexo sem ter vergonha", analisou Porter.

Em seu perfil no Twitter, ele postou a capa da The Hollywood Reporter com a história. Veja a publicação:

TUDO SOBRE

FX

LGBTQIA+


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Além de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas