Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MATERNIDADE

Débora Falabella enfrenta perrengue para estudar com a filha em casa: 'Bem difícil'

Reprodução/Instagram

Nina abraçada à mãe, Débora Falabella na frente de um estádio onde foram realizadas as Olimpíadas

Débora Falabella e a filha Nina, de 11 anos; atriz reclamou dos perrengues da menina na quarentena

REDAÇÃO

Publicado em 3/8/2020 - 9h31

Todo a magia em torno da maternidade caiu por terra para Débora Falabella durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). A mãe de Nina, de 11 anos, confessou estar passando por perrengues para seguir uma rotina com a filha estudando em casa. "Tem hora que ela enche o saco da gente", disparou a artista, que optou por fazer um rodízio da guarda da menina com o pai dela, o músico Chuck Hipolitho, para ter um respiro.

"Cada um tem um jeito de lidar. Tem semana que ela fica louca para voltar para cá logo, tem semana que ela quer ir para lá. Tem hora que ela enche o saco da gente, né? Tem uma coisa boa em estar separado: ela consegue mudar um pouco de ambiente. A gente nunca compartilhou guarda assim, só que na quarentena a gente tem achado que tem sido melhor ela ficar uma semana comigo e uma semana com ele", explicou à colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo.

Débora descreveu a convivência das duas e reclamou da falta de interesse da garota pelos estudos: "Está foda, bem difícil. Tem que assistir aula, [ela] não quer assistir. Nina não está aguentando mais. Tem dia que ela não quer mesmo".

"Como eu nunca fui uma pessoa de muita rotina, aí eu falo: 'Ah, então faz o que você quiser'. Eu não assisto a nenhuma aula com ela. Ela faz sozinha. Hoje me ferrei num dever de Matemática [risos]", completou.

Apesar disso, a atriz deu uma de mãe coruja ao comentar sobre a personalidade da filha. "Nina tem uma coisa que às vezes eu acho até um problema: ela quer sempre agradar. Tem uma hora que eu tenho que falar: 'Nina, você pode ser quem você é. Se você tiver de saco cheio, pode falar'. Ela é muito legal, tem uma coisa de ser legal com as pessoas", contou.

"Mas não sinto ela tendo crises de ciúme. Sinto ela às vezes exigindo uma atenção minha. E aí hoje já consigo sacar na hora. Ela fica mais carente, exige uma atenção que, no dia a dia, quando não está sentindo isso, não exige", relatou a artista.

No período de isolamento social, Débora protagoniza a websérie Se Eu Estivesse Aí com o namorado Gustavo Vaz. Sobre a relação da menina com o ator, a atriz trata o assunto com naturalidade.

"Eu comecei a contar para ela que estava começando a gostar de uma pessoa. E na hora ela soltou uma expressão: 'Ai, mãe, que fofo!'. Foi uma coisa um pouco amiga. Eu estava morrendo de aflição de falar, de contar. E aí comecei a fazer encontros. Ia almoçar e o Gustavo ia com a gente, ela ia junto. Aí começou a criar uma amizade. Neste sentido, eles criaram uma relação muito legal", disse ela.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?