Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

532 MIL MORTOS

Pitty critica desinformação na pandemia: 'Tantas vidas poderiam ter sido salvas'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A cantora Pitty dentro de um estúdio de gravação em videoconferência com o RJ1

Pitty em entrevista ao RJ1 deste sábado (10); cantora critica falta de orientação na pandemia

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 10/7/2021 - 13h44

Pitty considerou que a desinformação está por trás do avanço da Covid-19 no país. Diante dos mais de 532 mil mortos pela doença, a cantora lamentou a falta de ações efetivas para o combate ao vírus e a conscientização dos brasileiros. "Tanta coisa poderia ter sido evitada e tantas vidas poderiam ter sido salvas", frisou.

"Há uma falta de orientação para a população desde o começo. Todo mundo precisa ter a consciência de que precisamos nos vacinar em massa para voltar a ter uma vida dentro do novo normal", avaliou a musicista em entrevista ao jornalista Fábio Júdice no RJ2 deste sábado (10).

A vocalista não esperava que a crise sanitária fosse se prolongar durante um ano e meio. "É chocante ainda. A gente vai dia após dia encontrando meios para lidar com isso, mas a criatividade me ajudou muito. Eu lancei muita coisa nessa época de pandemia. Foi o que me fez não sucumbir à perda da estrada", disse.

Pitty não retomou a rotina de shows e ainda tem trabalhado de forma remota ao lado de parceiros como Nando Reis, com quem lançou a música Um Tiro no Coração em 2020. "Foi um encontro pandêmico, já que a gente não se viu pessoalmente. A gente foi batendo bola e trocando [à distância]", relembrou.

Ela também acabou de lançar o clipe de Tempo de Brincar, uma composição que estava "guardada na gaveta". "Eu escrevi junto com o Martin Mendonça [guitarrista], e a gente gravou meio que na brincadeira. Eu achei que era um momento muito oportuno para lançar", ponderou.

Pitty revelou ainda a sua expectativa que o seu trabalho ajude o público a colocar a cabeça no lugar em meio às medidas de restrição e isolamento. "A arte tem um papel fundamental na nossa vida e nesse momento mais do que nunca. Todo mundo está precisando de um alento. Ela nos leva para o lúdico, para o imaginário, para a resistência", arrematou a baiana.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.