O INEXPLICÁVEL

Pavor na escuridão: Atrizes revelam perrengues por medo de alma penada

Rafaeo Souza/TV Globo

Luciana Vendramini em ensaio para o site oficial de Espelho da Vida: ela tem medo de assombração - Rafaeo Souza/TV Globo

Luciana Vendramini em ensaio para o site oficial de Espelho da Vida: ela tem medo de assombração

MÁRCIA PEREIRA, no Rio de Janeiro - Publicado em 20/09/2018, às 06h26

Aos 52 anos, Heloisa Pérrissé conta que demorou quase a vida toda para perder o medo de alma penada. Luciana Vendramini, 47, ainda tem esse temor. As duas atrizes, inclusive, revelam que já passaram perrengues por não conseguirem dormir sozinhas. A escuridão as apavora, e acender a luz não aplaca a sensação inexplicável que sentem. "Já passei muita vergonha por causa disso", diz Heloisa.

Luciana Vendramini voltará às novelas da Globo a partir da próxima terça (25) justamente em uma trama que terá "viagens" de alguns personagens às suas vidas passadas. Em Espelho da Vida, a loira será uma atriz de teatro que reencontra um ex-namorado que odeia e tem de trabalhar ao lado dele. Eles interpretam um casal em um filme sobre um crime passional que ocorreu no passado.

O núcleo dela é cômico, mas isso não tira a preocupação da atriz com o assunto que a assombra desde menina. "As pessoas falavam que viam espíritos, e eu também achava que via. Tinha muito medo. Era pavoroso. Ainda tenho esse medo infantil, não quero que apareça nenhum espírito na minha frente", fala. 

Ela conta que nas visitas que faz à sua cidade, Jaú (no interior de São Paulo), sente ainda mais medo do escuro porque se lembra de histórias que as tias-avós contavam de assombrações da região.

"Fico toda medrosa, e é muito engraçado estar em uma novela em que eu morro de medo do tema. Meu padrinho sempre disse que um dia eu teria de lidar com o problema de frente, e esse dia chegou." 

Já Heloisa Pérrissé parece exorcizar os fantasmas transformando o medo em risadas. "Tive muito medo de alma até muito tarde na vida", conta. Ela relembra uma vez em que, sozinha em seu apartamento, chegou a descer para a portaria e a dormir em uma poltrona porque estava apavorada.

Heloisa Pérrissé caracterizada como Sílvia, avó hilária da série Pais de Primeira (Estevam Avellar/TV Globo)

Heloisa perdeu o sono e, mesmo acendendo todas as luzes do imóvel, não aguentou e foi esperar o sol nascer ao lado do porteiro. "Não contei para ele que estava com medo. Disse que estava esperando um amigo e ainda falei que ele tinha viajado. Por isso, estava com horários trocados. Deitei no hall e apaguei. De vez em quando, fingia que achava que esse amigo tinha chegado, olhava no relógio e via que a hora não passava", revela a atriz. 

Na terceira vez em que ela acordou, o porteiro perguntou se o encontro não estava marcado para o período da tarde, e a comediante já não tinha mais como dar desculpas esfarrapadas.

"O que me fez subir foi quando ele falou: 'Puxa, você com uma cama tão quentinha lá em cima, e eu louco para dormir'. Aquilo me comoveu, mas também olhei para o horizonte e vi que o sol estava chegando", lembra.

Em outra ocasião, Heloisa morava em um flat quando as "assombrações" pareciam lhe rondar.

"Tinha me separado e vivia num apart-hotel. Eu não tinha mais cara de ligar para o porteiro, aí liguei para o vizinho da frente às 5h o convidando para um chá. Ele achou que ia ser uma loucura, que eu ia dar para ele. Fui para cozinha fazer o chá, e ele quis saber do que era o chá. 'Erva-cidreira', eu respondi. 'Errrrva-cidreira?' Ele achou que era um chá sei lá de quê. Mas ficou comigo até de manhã." 

Quando sua filha Luísa, hoje com 19 anos, nasceu, Heloisa passou a colocar a menina para dormir com ela todos as noites. "Esse negócio de medo de dormir sozinha acabou, eu botava o neném e ele não estava nem aí", diverte-se.

Fora do ar desde o fim de Novo Mundo (2017), ela voltará à tela da Globo nas tardes de domingo a partir de novembro, como uma avó hilária na série Pais de Primeira. 

Heloísa e Luciana não estão sozinhas. Outros artistas já deram declarações sobre não conseguirem sequer ver filmes de terror à noite. Alexandre Nero contou em uma entrevista a Jô Soares em 2014 que só viu O Sexto Sentido (1999) de dia e com sua mulher avisando das cenas mais assustadoras para ele fechar os olhos. 

Dois anos antes, Bárbara Paz abriu o coração sobre o assunto diante de Fátima Bernardes no Encontro. Na época, ela disse que tomava até remédios para conseguir dormir por conta do medo de ver espíritos. 

"Eu já melhorei muito com o passar do tempo, mas esse medo me acompanha desde pequena. Eu tenho pavor de ficar sozinha porque eu acho que alguma coisa vai me invadir e eu não vou ter domínio. Eu realmente não saberia o que fazer se algum vulto ou espírito sentasse na minha cama. Eu não quero isso. Mas o medo da solidão acompanha esse medo de espírito", confessou a loira. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Com quem Paloma deve ficar em Bom Sucesso?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook